Dior: «Queremos que seja a marca mais desejável»

A Christian Dior abriu a sua primeira Maison no mercado português. A Marketeer foi conhecer o exclusivo universo da boutique de perfumaria, inteiramente dedicada a fragrâncias, velas, sabonetes, lenços de seda para perfumar e cremes corporais.

Texto de TitiAna Amorim Barroso

Foto de Salvador Colaço

O ambiente faz mergulhar na sofisticação e elegância parisienses. Como que a lembrar que se está no centro da histórica Casa Dior (CD), em Grasse, França, graças às imagens do Chatêau de La Colle Noire e campos floridos que forram as paredes da Maison CD, em pleno El Corte Inglés, em Lisboa. É a primeira Maison em Portugal e a 4.ª na Península Ibérica. Em termos globais, perfazem agora 146 em 36 países, em espaços como o Harrods.

A casa de luxo, que engloba alta-costura, cosmética e perfumes, atravessa um sopo de modernidade, em equilíbrio com o passado. O que se traduz «num crescimento brutal em quase todo os países», partilha Sandra Arnal, general manager ibérica da Dior.

Para ler o artigo na íntegra consulte a edição de Janeiro de 2020 da revista Marketeer.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Automonitor
Nissan LEAF em modo drift