Desenvolvimento de lojas online cresceu 10 vezes durante a pandemia

As pequenas e médias empresas (PME) portuguesas encontraram nas plataformas digitais uma forma de sobreviverem à pandemia, resultando num crescimento de 10 vezes do desenvolvimento de lojas online para websites no primeiro semestre deste ano. O número é apontado pela Páginas Amarelas, agência de Marketing que analisou os dados de 7.500 clientes.

Restaurantes, farmácias e lojas de roupa foram as que mais apostaram ao e-commerce, indica ainda a Páginas Amarela, sublinhando que esta foi encarada como a principal alternativa para dar continuidade aos negócios numa altura em que muitos estabelecimentos tiveram de fechar portas. Lojas de material electrónico, salões de beleza e minimercados são os tipos de empresas que surgem de seguida.

No total de 8.041.106 visitas realizadas a websites desenvolvidos pela Páginas Amarelas nos primeiros seis meses do ano, cada empresa teve, em média, mais de mil visitas. De acordo com a agência, é o equivalente a uma subida de 26% face ao mesmo período de 2019. Entre Janeiro e Junho de 2020, verificou-se ainda um aumento de 28% no número de visualizações, num total de 12.279.598.

Quanto aos sectores mais procurados pelos portugueses, entre Maio e Junho, Serviços (canalizadores, pintores, electricistas, mudanças) demonstrou maior solicitação (+16%).

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...