Criatividade portuguesa dá que falar lá fora: o que aconteceu à Chiquita?

O logótipo da Chiquita está diferente e a culpa é da Alice, agência digital do Grupo YoungNetwork. Em tempo de pandemia, a portuguesa Alice sugeriu à marca de fruta colocar a Miss Chiquita de quarentena, fazendo com que desapareça temporariamente do logo.

A acção de marketing está a dar que falar lá fora, tendo sido mencionada por meios como Harvard, Adweek, Vanity Fair ou AdAge, entre outros. Esta é a primeira vez desde 1944 que a Miss Chiquita não faz parte da imagem da Chiquita, que agora é apenas uma forma geométrica em tons de azul e amarelo.

Foi preciso um motivo forte para uma alteração desta dimensão: incentivar os consumidores a respeitarem as medidas de segurança e de distanciamento social, necessárias em todo o Mundo de forma a travar a propagação do novo coronavírus.
Pensada inicialmente para o Instagram, a nova imagem foi tão bem recebida que a insígnia decidiu implementá-la em toda a sua comunicação.

«É nestas alturas desafiantes que as marcas têm que se reinventar e mostrar que conseguem manter os seus níveis de criatividade no auge, até porque têm a capacidade de fazer os cidadãos interiorizarem melhor as mensagens. A Miss Chiquita deu o exemplo e foi para casa. É uma forma forte de incentivar ao #stayhome e sem dúvida que reforça a responsabilidade social de uma marca divertida, mas atenta e séria perante um problema mundial», afirma Carina Ferreira, directora da Alice.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...