Criador de Pokémon Go quer versão com “Game of Thrones”

Há apenas algumas semanas nos smartphones de utilizadores um pouco por todo o mundo, o Pokémon Go poderá ter já um concorrente à vista. E a competição vem da própria empresa que o criou, a Niantic. Archit Bhargava, responsável de Product Marketing na Niantic, conta que o objectivo da empresa, que já tinha anteriormente um jogo baseado em realidade aumentada (o Ingress), é massificar esta tecnologia e levar pessoas para a rua.

Para isto acontecer, o Pokémon Go e o Ingress terão necessariamente de ter novos irmãos e irmãs. Em entrevista ao GameSpot, Archit Bhargava conta que já imaginou um jogo de tabuleiro como o Risco transportado para o mundo real ou então uma plataforma baseada na obra de George R. R. Martin: «A minha fantasia pessoal é um jogo tipo “Game of Thrones” em que o mapa de Westeros é representado na Terra e em que podes juntar-se à Casa de Stark ou algo do género.»

Uma coisa é certa, o objectivo último da Niantic é fazer as pessoas mexer-se. Archit Bhargava conta que já receberam comentários de jogadores que garantem ter vencido uma depressão devido aos jogos da empresa, por exemplo.

Segundo dados avançados pela E.Life – empresa de Inteligência de Mercado e Gestão de Relacionamento nas Redes Sociais, um jogador do Pokémon GO gasta mais tempo no jogo do que no Facebook, Instagram ou Snapchat – 33 minutos diários, em média, Pókemon Go, contra 11 minutos na rede de Mark Zuckerberg.

O jogo, de acordo com a BBC, ultrapassou, em número de tweets, o Brexit e o Euro 2016, trazendo já à empresa um lucro aproximado de 14 mil milhões de dólares. Ainda no Twitter, um estudo recentemente realizado pela E.Life, em que foram analisados 23 mil tweets, revela que o Pokémon GO está a dividir os internautas, uma vez que 45% da amostra demonstra uma postura negativa perante o jogo, contra 41% de comentários positivos.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...