Cozinha (de novo) no centro das atenções

Para marcar o percurso de vitórias da Teka em Portugal e de maneira a adaptar-se ao novo perfil de consumidor, foi agora reformulada a campanha “Teka Completa”, lançada pela primeira vez em 2008. Teresa Lagoa, directora de Marketing da Teka Portugal, explica à Marketeer que há «uma nova geração – os millennials -, que vive na era da informação digital, é muito exigente em relação às suas escolhas, pesquisa, compara, partilha», pelo que era essencial aproveitar a fase de maturidade que a marca atingiu e apresentar a “Completamente Teka”. Partindo do princípio de que para o público actual «a cozinha volta a recuperar o estatuto de espaço privilegiado da casa», ainda que de um ponto de vista mais virado para o convívio e para a experimentação, a Teka «pretende vincar o aspecto relacional da marca».

A nova campanha, desenvolvida pela Walk, vem acompanhada de um roadshow que está, neste momento, a percorrer várias cidades do País. Através de uma cozinha itinerante, a marca leva a cabo showcookings com chefs, consultas de nutrição e demonstrações de produto. Com as vendas a crescer 6,5% no mercado português no último ano, a previsão apontada por Teresa Lagoa para 2015 segue no mesmo sentido. Para isso deverá ajudar também a “Compleamente Teka”.«Acreditamos que a campanha irá dar um forte impulso no último trimestre do ano, permitindo terminar o exercício com resultados muito positivos.»

Segundo dados da Gfk, citados pela Teka, a marca é líder em Portugal no mercado global de electromésticos desde 2008, sendo que Teresa Lagoa acrescenta que o mesmo lugar havia sido conquistado no mercado de electrodoméstivos de encastre desde o seu início, nos anos 80. Como? A directora de Marketing garante que o segredo está no facto de ser «a única marca a oferecer uma gama completa e totalmente integrada». O design, a funcionalidade e a relação qualidade-preço também foram e ainda são factores determinantes, tendo permitido «à Teka conquistar a confiança do consumidor e alargar a quota de mercado».

Tem na Alemanha a sua fundação mas é em Portugal que a Teka encontrou uma das principais unidades tanto a nível de produção como de desenvolvimento. A directora de Marketing lembra que a deslocação do centro de competências de exaustores para a fábrica portuguesa é um exemplo de como a Teka Portugal é um dos motores de inovação dentro do grupo. Para além desta mudança, que implicou um investimento de 1,5 milhões de euros, a unidade portuguesa é também palco da concepção de alguns dos mais recentes produtos de sucesso da marca, incluindo o novo forno a vapor. «Esta posição foi sendo conquistada ao longo dos anos dentro do grupo, muito devido à competência e ambição da nossa equipa, aliada a parcerias de sucesso com escolas e universidades.»

Texto de Filipa Almeida

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...