COVID-19. Este projecto ajuda criativos a precisar de uma mão

Gonçalo Morais Leitão, publicitário e autor de programas de televisão como “Filho da Pub”, considera que está na altura de mudar a forma como o mercado funciona. Consciente de que há muitos profissionais a sofrer com a pandemia de COVID-19, decidiu criar a corrente criativa “Hand”, que se propõe a dar a mão a talentos que precisam de apoio.

«Por exemplo, quando recebemos um briefing de uma marca iniciamos a corrente criativa, chamando o talento necessário para esse projecto. Para isso, criámos uma base de dados a que demos o nome de Base de Mãos, composta só por profissionais talentosos, mas que precisam de uma mão», explica o responsável em comunicado. Desta base de dados fazem parte publicitários, argumentistas, técnicos, produtores, realizadores, fotógrafos, actores, músicos e artistas, entre outros.

O projecto conta ainda com mentores independentes, com muita experiência e que serão chamados a intervir sempre que for necessário. O objectivo final é produzir campanhas publicitárias, filmes, documentários, séries, programas de televisão ou peças de teatro com recurso aos profissionais que fazem parte da corrente “Hand”.

«O que estamos a fazer é aproveitar o talento das pessoas que, pelas razões que todos sabemos, estão a ficar sem trabalho ou a ser dispensadas de muitas empresas desta área. Muitas vezes o critério dessa dispensa é o peso que têm nas estruturas. E não a falta de talento. Na Hand, como não temos estrutura fixa, damos a mão apenas ao melhor talento para fazer conteúdos de peso», sublinha Gonçalo Morais Leitão.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...