Covid-19 arrefece clima de consumo na Europa

Os consumidores europeus estão menos confiantes na economia e nos salários e menos predispostos a adquirir novos produtos e serviços. Em Portugal, no mês de Abril, as expectativas económicas dos consumidores caíram 51 pontos, em relação ao mês anterior, segundo os dados da GfK.

Em toda a Europa, o indicador de clima económico onde a quebra é mais notória é mesmo o das expectativas económicas, que caiu, em média, 27 pontos. Polónia e Eslováquia (-76 e -63 pontos, respectivamente) são os países que registam as maiores descidas. «Ao contrário do que era visível em Março, este mês [Abril] todos os países revelam expectativas económicas negativas, muito provavelmente devido à forte disseminação do coronavírus», sublinha em comunicado a GfK Portugal.

Além de uma «perspectiva económica em colapso», os dados da consultora revelam uma diminuição significativa nas expectativas salariais, indicador que registou uma queda média de 33 pontos em toda a Europa. A Polónia volta a registar uma das maiores perdas (-85 pontos), bem como a Eslovénia e Portugal (-59 pontos).

O estudo conclui ainda que os consumidores portugueses estão agora menos predispostos a comprar, tendo este indicador registado uma quebra de 39 pontos (em linha com a média europeia), face a Março.

«O impacto da Covid-19 revelou-se drástico para as perspectivas económicas da Europa durante o mês de Abril. Se em Março as expectativas económicas, salariais e a disposição para adquirir algum produto/serviço já tinham começado a perder força, em Abril este cenário agravou-se consideravelmente», conclui a GfK.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...