Cortar em publicidade? Kraft-Heinz pondera até aumentar os gastos

«É nossa intenção manter o investimento nas nossas marcas. E estamos até a avaliar agora se não deveríamos gastar ainda mais para criar um impulso.» Quem o diz é Miguel Patrício, CEO da Kraft-Heinz, que acredita que esta não é altura de cortar em publicidade ou comunicação. Numa reunião com accionistas, o gestor português explicou que o plano da empresa passará por por aproveitar o aumento que têm verificado em termos de penetração das suas marcas junto dos consumidores.

Em declarações citadas pela Marketing Week, Miguel Patrício reitera ainda o compromisso da Kraft Heinz no sentido de aumentar os gastos em media em 30%, tal como tinha sido anunciado antes da pandemia de COVID-19. No entanto, é preciso perceber quais os melhores canais para investir neste momento, tendo em conta os novos clientes que a empresa conquistou devido ao surto.

Nos Estados Unidos da América, por exemplo, os gastos estão a ser redireccionados da marca Heinz para a iniciativa “Heinz for diners”, que envolve a oferta de um apoio monetário a restaurantes locais. Carlos Abrams-Rivera, presidente da Kraft-Heinz para o mercado norte-americano, explica que o orçamento de Marketing será alterado de modo a reflectir da melhor maneira os ganhos que a empresa está a conquistar, bem como os seus novos clientes.

Por outro lado, embora não esteja a cortar no investimento em publicidade e comunicação, a companhia teve de moderar os gastos noutras áreas, como é o caso da inovação. Alguns produtos que tinham lançamento previsto para agora estão a ser adiados para o final de 2020.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...