Coronavírus: será o fim dos abraços na publicidade?

A Hershey’s decidiu suspender a exibição de anúncios onde aparecem abraços ou apertos de mão. A marca trocou estes conteúdos publicitários por spots de vídeo mais centrados nos seus produtos e, por isso, menos susceptíveis de gerar polémica numa altura em que comportamentos sociais deste tipo são de evitar.

A medida da marca de chocolates é avançada pela AdAge: «Infelizmente, decidimos substituir temporariamente dois dos nossos anúncios que apresentam interacção humana, que inclui abraços e apertos de mão, devido à actual sensibilidade em torno do vírus COVID-19», explica Jill Baskin, Chief Marketing Officer da Hershey Co.

A insígnia adianta ainda que a decisão foi tomada na passada sexta-feira e que envolve dois anúncios de vídeo com Bob Williams e Diggy Moreland. Neles, os dois protagonistas oferecem chocolates a estranhos e não se poupam a formas de contacto mais próximas.

Recorde-se que uma das formas de contágio do novo coronavírus passa precisamente por contacto entre pessoas. As recomendações das autoridades de saúde envolvem, entre outros, evitar interacções próximas e a Hershey’s quer ajudar a espalhar a mensagem.

Dentro da própria empresa, a Hershey’s desencoraja os colaboradores a realizar reuniões de grupo, tanto interna como externamente. Aconselha, por outro lado, a optar por reuniões virtuais.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...