Compras online não compensam quebra nas lojas: vendas de brinquedos descem 24%

As compras online de brinquedos aumentaram 218% em Março, mas a subida significativa não foi suficiente para compensar a descida de 31% verificada nas lojas físicas. No geral, as vendas de brinquedos em valor caíram 24% em Portugal, face ao mesmo mês do ano passado, de acordo com dados da GfK.

O peso das compras online em valor passou de 3,2% em Março de 2019 para 13,1% em Março deste ano. O facto de o comércio electrónico responder por uma fatia tão pequena há um ano explica por que razão é que um aumento de mais de 200% não foi capaz de colmatar o recuo no canal offline.

Segundo a GfK, apenas duas categorias registaram tendências positivas: jogos & puzzles (+39%) e artes & trabalhos manuais (+3%). Todas as restantes categorias viram as suas vendas descer. Os peluches foram o tipo de brinquedos cujas vendas mais caíram (-59%), seguindo-se as bonecas (-41%), os artigos da categoria infantil e pré-escolar (-30%) e veículos (-30%).

Também se notam descidas nas vendas de figuras de acção (-24%), construções (-21%), desporto e ar livre (-21%) e electrónicos (-15%).

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...