Compras aumentam 17% na primeira semana de desconfinamento

Entre os dias 4 e 10 de Maio, as compras em lojas de Norte a Sul de Portugal saltaram 17%, face à semana anterior (27 de Abril a 3 de Maio). Os dados são da SIBS e mostram que o desconfinamento teve um impacto imediato no consumo dos portugueses, à medida que alguns estabelecimentos comerciais começaram a reabrir portas.

Por outro lado, indica a SIBS, nota-se uma diminuição do peso dos Super & Hipermercados, Pequena Distribuição Alimentar, Bebidas & Tabaco, Farmácias e Parafarmácias. Estas categorias representaram, na primeira semana de desconfinamento, 59% das compras realizadas através da rede Multibanco – gerida pela SIBS.

A SIBS indica ainda que a média do valor gasto por cada compra na rede Multibanco subiu 4% para 39 euros, em comparação com os 37,5 euros da semana anterior. Nas compras online, o valor médio desceu 0,5% para os 39,9 euros (versus 40,1 euros na semana anterior).

Em comparação com a média do período antes da pandemia, o valor de compra no canal físico é 12,4% superior e no online é 6,4% maior.

Quanto à utilização do MB Way, regista-se uma trajectória crescente que o fim do estado de emergência não veio abalar. Embora se possam sentir com mais liberdade, os portugueses continuam a dar cada vez mais atenção a esta alternativa contactless, que obteve o valor mais elevado desde que a SIBS deu início às análises semanais no âmbito do COVID-19: mais sete pontos base do que na semana anterior e 30 pontos base acima do número médio de compras antes do surto, no que respeita lojas físicas.

No comércio electrónico, o MB Way atingiu 16 pontos base acima do período antes da pandemia, mas registou uma quebra de 15 pontos base em relação à semana anterior.

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...