Como trabalha uma agência de publicidade a partir de casa? A Nossa conta

A agência Nossa está em casa desde 12 de Março. Mais de um mês depois do início do confinamento, decidiu partilhar com o Mundo como é trabalhar remotamente. Num vídeo publicado nas redes sociais, alguns dos colaboradores da agência aparecem com os filhos e os cães, a apanhar ar fresco no jardim ou na casa de banho.

Nuno Cardoso, director Criativo da Nossa, conta à Marketeer que há profissionais da agência espalhadas pelo País, mas não só. «Há até quem esteja a trabalhar a partir do Brasil», adianta o responsável. Ao todo, a equipa soma cerca de 50 pessoas.

A Nossa estava preparada para um funcionamento a 100% em teletrabalho?

nuno presa cardoso nossa

Felizmente, estava. No final de 2019, fizemos alguns investimentos e melhoramentos tecnológicos que tornaram este momento muito mais fácil. O Vasco Teixeira-Pinto parece ter antecipado este cenário e todas essas alterações permitiram que no dia 12 de Março, 100% da Nossa estivesse em teletrabalho.

Como foi o processo de adaptação? Que ajustes tiveram de fazer?

Tudo o que é novo precisa de adaptação. E aqui gostaria de fazer um elogio à equipa da Nossa, que reagiu muito bem à mudança e que permitiu que na semana seguinte estivessemos a trabalhar intensamente. Claro que há situações mais complicadas que outras. Quem vive sozinho, quem vive acompanhado com crianças muito pequenas. Estas mudanças não se fazem numa hora e só com muita vontade se conseguiu manter os índices de produtividade elevados.

Quais têm sido as principais dificuldades?

Fizemos um questionário interno para avaliar a opinião de cada um. Há quem esteja desejoso de voltar para a agência. Há quem esteja muito bem assim. Mas falta evidentemente a troca mais imediata de ideias. O espaço para o café. A música que o outro ouve. Um video de que alguém se lembra. Essa troca espontânea de ideias perdeu-se e essa é a maior dificuldade. Exige também um esforço de coordenação maior a quem tem essa responsabilidade. Manter a orquestra afinada e nos tempos certos.

Por outro lado, descobriram algumas vantagens? Onde flui melhor a criatividade?

A produtividade aumentou. As pessoas gerem o seu tempo com mais autonomia. Têm tempo para trabalhar, para as séries, para os livros, para o exercício físico. Em relação à qualidade das ideias, ainda é cedo para avaliar. Esta experiência de teletrabalho tem sido tão positiva que alguns destes hábitos se irão manter quando tudo voltar ao normal. Mas eu, pessoalmente, sinto falta da troca de ideias, da argumentação, da partilha. Está a ser bom mas vai ser melhor voltar.

Texto de Filipa Almeida

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...