Como é um dia em quarentena? 6 horas em teletrabalho e quase 2 horas a limpar

As 24 horas dos portugueses mudaram desde que a pandemia chegou ao País. Com o confinamento, o tempo passado em casa aumentou e o número de horas dedicado a cada actividade mudou. Segundo o mais recente Barómetro de Opinião COVID-19 da Marktest, os portugueses dedicam, agora, uma média de seis horas e um minuto ao teletrabalho.

A análise tem por base a semana após a retoma das actividades lectivas dos mais novos e do início da telescola, o que poderá justificar também as 2h19m passadas a apoiar os filhos com actividades e trabalhos de casa, por exemplo. Comparando com o início da quarentena, a Marktest indica que, “ao fim de quatro semanas, os portugueses estão a dedicar sensivelmente mais uma hora dos seus dias ao teletrabalho e a ajudar os filhos nos trabalhos escolares”.

Na semana de 27 de Abril, os portugueses passaram também 1h09m a ler, 56 minutos a fazer exercício físico, 1h16 em actividades relacionadas com telecomunicações, 1h44m a limpar e 1h58m a preparar refeições e a comer. Destaque ainda para as 3h06m a conversar ou a brincar em casa e para as 4h13m a ver televisão, navegar na internet ou ouvir rádio.

Relativamente à semana anterior (20 de Abril), a Marktest sublinha uma redução do tempo de sono. Em vez de 7h55m, os portugueses passaram a dormir uma média de 7h42m. As restantes actividades apresentam comportamentos mais ou menos semelhantes, com apenas ligeiras descidas no tempo passado em actividades de entretenimento ou leitura, por exemplo.

Por outro lado, notam-se aumentos também pouco significativos nos minutos passados a praticar exerício físico (mais seis minutos entre 20 e 27 de Abril) ou a cozinhar e a comer (mais cinco minutos por dia).

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...