Como activar marcas em eventos durante a pandemia? O Re-creio mostra

No último fim-de-semana, a H2N – Phenomena Makers reuniu no Estádio do Jamor, em Lisboa, mais de 3.500 pessoas graças ao Re-creio. A agêcia criou e produziu um evento de humor ao ar livre que tinha como desafio garantir a segurança de todos os intervenientes e oferecer às marcas uma forma de estarem presentes, tendo em conta o contexto de pandemia.

RFM, Sagres, Iqos e Clínica Médis foram as marcas que se associaram ao projecto, mas não puderam preparar activações tradicionais. A aposta foi para iniciativias digitais com recurso a tecnologias e a conteúdos criados especificamente para o Re-creio.

No caso da Sagres, por exemplo, Hugo Nóbrega conta que foi desenvolvido um filme exclusivo com a actriz Inês Aires Pereira no papel principal. O director da H2N refere que todo o evento foi um investimento maioritariamente da agência para «mostrar como se pode ter uma ideia e uma estratégia e torná-la relevante neste cenário instável, mantendo a qualidade e o impacto, quer para o público quer para as marcas, tendo todas as questões de segurança e de saúde pública asseguradas».

O Re-creio levou, durante quatro dias, nomes como Salvador Martinha, A Pipoca Mais Doce, Bruno Nogueira e Miguel Esteves Cardoso a palco. Para garantir a segurança de todos, foi criado um plano de contingência e de formação para as várias equipas .

«Estamos a trabalhar em novas plataformas, como o online, mas queríamos deixar este movimento do Re-Creio como uma base de evento para eventos ao ar livre, mesmo existindo a possibilidade de este ser reformulado e eventualmente adaptado a outras plataformas», adianta ainda Hugo Nóbrega.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...