Cientistas desenvolvem sensor de radioactividade com PET

radiactive2Cientistas da Universidade de Kyoto desenvolveram um sensor de radioactividade 90% mais barato do que usado actualmente, produzido por uma companhia francesa. De acordo com a revista Galileu, a nova tecnologia recorre a resina plástica PET, material utilizado no fabrico de garrafas de bebidas. Ao misturar a resina com uma substância cintilante, e na presença de radioactividade, os electrões dessa componente agitam-se, fazendo com que o sensor brilhe. O dispositivo dá pelo nome de Scintirex e será usado em equipamentos profissionais de medição de radioactividade. As expectativas dos investigadores apontam para que seja adoptado em seis mil estações radioactivas, incluindo hospitais no Japão. Este dispositivo acaba por ser uma ajuda para os japoneses, que têm em braços um problema de radiação desde o incidente nuclear em Fukushima, em Março do ano passado.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...