Chocolate preto ou de leite? Hábitos dos portugueses estão a mudar

Nos últimos 12 meses, mais de cinco milhões de indivíduos em Portugal afirmam ter comido chocolate em tabletes ou snacks, ou seja, 59,5% dos residentes no Continente com 15 e mais anos. Os dados são do estudo TGI da Marktest e revelam ainda que o consumo deste alimento é maior junto da população feminina: 63,7% das mulheres versus 54,8% dos homens.

A análise demográfica mostra ainda que os indivíduos entre os 25 e os 34 anos apresentam uma taxa de consumo acima da média nacional (61,3%). Quanto ao período escolhido para atacar a despensa em busca de chocolate, o TGI indica que o momento após o jantar é o preferido dos consumidores.

Destaque ainda para uma mudança no tipo de chocolate consumido. Em 2008, notava-se uma discrepância acentuada entre o consumo de chocolate de leite ou chocolate preto, com o primeiro a liderar sem espaço para dúvidas. Desde 2016, os números têm vindo a aproximar-se e, em 2018, o chocolate preto assumiu mesmo a liderança.

“Considerando o período 2008-2019, observa-se que a tendência é para a diminuição do número de consumidores de chocolate de leite face ao aumento do número de consumidores de chocolate preto”.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...