Chicco reinventa intercomunicadores em tempo de pandemia

Desde que a pandemia teve início, a Chicco ofereceu mais de 750 intercomunicadores aos hospitais portugueses. Em tempo de crise sanitária, estes equipamentos ganharam novo propósito e, em vez de serem usados para pais e filhos, passaram a funcionar com ponte entre profissionais de saúde e pacientes.

Há 14 anos que a Chicco presta apoio a unidades de cuidados intensivos neonatais de maternidades e hospitais através do projecto “Chicco Dá Vida”, mas este ano percebeu que as necessidades eram outras. Depois de vários apelos nas redes sociais, a insígnia decidiu criar uma linha de contacto directo e distribuir todo o seu stock de intercomunicadores em Portugal.

«Muito no início da pandemia, a Chicco teve a amabilidade de fornecer um conjunto de itens, como termómetros e intercomunicadores. Os intercomunicadores facilitaram o contacto entre profissionais de saúde e doentes, que viram o seu diálogo estabelecido através destes aparelhos», conta Maria Celeste, directora executiva do Hospital Ega Moniz, parte do Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental e o primeiro com que a marca contactou.

A profissional explica que, desta forma, foi possível evitar o uso de muitos equipamentos de protecção individual, «que na altura escasseavam e que precisavam (e continuam a precisar) ser usados de forma racional». Foi também possível «poupar estes equipamentos no contacto entre equipas de profissionais – colegas de trabalho em diferentes zonas dos hospitais puderam interagir e passar informações essenciais através dos intercomunicadores».

Para divulgar este trabalho desenvolvido, a Chicco lança agora uma campanha multimeios sob o mote “Para que ninguém se sentisse só, reinventámos o intercomunicador”. Com criatividade da agência VMLY&R, está presente nas plataformas digitais, televisão e rádio.

A H+K Strategies Portugal e a 17.com apoiam em PR, ao passo que a Wavemaker assegura o planeamento de meios. A Sonido e a Studio Nuts estiveram envolvidas na produção do filme que sustenta o trabalho de comunicação.

Filipa Remígio, Marketing & Sales director da Chicco, conta que nunca tinham pensado em “reinventar” o intercomunicador. «Mas a verdade é que todos estes aparelhos ganharam uma nova vida. Assim que nos apercebemos da diferença que os nossos intercomunicadores podiam fazer no dia-adia de todos estes profissionais, não hesitámos», adianta.

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...