Centro ultrapassa Norte no índice regional da Sociedade de Informação

A Área Metropolitana de Lisboa continua a ser a região de Portugal com melhores resultados no que concerne o desempenho e construção de uma Sociedede de Informação. No Índice Digital Regional (IDR) 2019 apresenta ainda um reforço do afastamento face à média das regiões NUTs II portuguesas, ficando singificativamente distante do segundo lugar, desta feita ocupado pela região Centro.

De acordo com o IDR 2019, o Centro conseguiu ultrapassar o Norte e tornar-se a única região com uma trajectória de aproximação à média portuguesa. No sentido inverso, os Açores ocupam a última posição do índice, tal como já acontecia nas três edições anteriores.

Em traços gerais, o IDR 2019 mostra que as assimetrias regionais na construção da Sociedade de Informação em Portugal se estão a agravar, tal como sublinha Luís Miguel Ferreira, co-autor do estudo.

«Depois de tantos anos e de muitos milhões de euros de Fundos Estruturais aplicados na coesão e na convergência territoriais, depois de tantos alertas colectivos para a necessidade de maior equilíbrio e equidade no desenvolvimento regional, a verdade é que em aspectos tão relevantes que caraterizam a Sociedade da Informação, as assimetrias persistem e até se vão agravando», explica o investigador do Gávea – Observatório da Sociedade da Informação da Universidade do Minho.

Quanto aos restantes lugares do índice, o Algarve surge novamente em quarto e o Alentejo em quinto. A Madeira, por seu turno, ocupa a sexta posição. A média nacional subiu 0,3% em relação à edição anterior do estudo, sendo que apenas Centro (6,6%) e Área Metropolitana de Lisboa (1,5%) registaram também aumentos.

As restantes regiões apresentaram descidas em termos de pointuação: Algarve (-3,2%), Norte (-3,4%), R.A. Açores (-3,8%), Alentejo (-5,2%) e R.A. Madeira (-6,9%).

Em cada um dos quatro sub-índices que constituem o IDR (Contexto, Infra-estrutura, Utilização e Impacto), a região da Área Metropolitana de Lisboa conquista sempre o topo da tabela. Esta é uma tendência verificada desde a primeira edição do índice.

A Área Metropolitana de Lisboa é também a única região a obter um desempenho acima da média nacional nos sub-índices Contexto e Impacto. Por outro lado, no sub-índice Infra-estrutura, as regiões do Algarve e Açores apresentam pontuações acima da média nacional e, no sub-índice Utilização, o Algarve consegue ultrapassar também a média nacional.

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...