Carne e peixe são os produtos premium preferidos dos portugueses

A maioria dos portugueses (88%) está disposta a pagar preços premium por produtos que tenham funções ou desempenhos superiores, 87% considera fazê-lo caso a qualidade/segurança sejam melhores e 86% não se importa de pagar mais por produtos orgânicos ou com ingredientes 100% naturais.

As conclusões são do estudo “Global Survey Premiumization” da Nielsen, segundo o qual as categorias de produtos pelas quais os consumidores portugueses estão dispostos a pagar preços premium são: carne e peixe (43%), vestuário e calçado (37%), artigos de higiene oral (32%), produtos de cuidados com o cabelo (32%) e gadgets pessoais (32%).

Em sentido inverso, os produtos de papel (4%), snacks salgados (4%), doces (4%) e bebidas com gás (4%) compõem as categorias em que os portugueses estão menos disponíveis para comprar produtos mais caros.

Mas o que são produtos premium? De acordo com os inquiridos portugueses, trata-se de artigos de apresentem matérias-primas ou ingredientes de qualidade superior, que ofereçam melhor desempenho ou experiências. 21% dos portugueses considera ainda que os preços altos tornam um produto mais premium, sendo que a média europeia é de 38%.

Quanto aos canais de compra de eleição, 72% dos consumidores portugueses recorrem a lojas físicas nacionais (vs a média europeia de 53%) e apenas 18% opta por comprar online. O mesmo relatório da Nielsen indica ainda que apenas 15% dos inquiridos afirma não comprar este tipo de produtos (contra 29% na Europa).

A forma como escolhem os artigos premium a comprar é influenciada por recomendações de familiares e amigos (48%) e pesquisas realizadas previamente (35%). A publicidade online é utilizada por 27% dos portugueses como forma de busca e experimentação de novos produtos premium.

Na base do interesse dos portugueses por este tipo de artigos poderá estar o facto de 33% considerar que a sua situação financeira melhorou face aos últimos cinco anos. O estudo refere ainda que estes resultados são mais positivos em Portugal do que em países como Itália (13%) e França (22%).

Do total de portugueses que considera estar actulamente em melhor situação financeira, 32% admite ter maior disponibilidade para comprar produtos premium.

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...