Caixa volta a (dar música em) Alfama

caixa alfamaArranca hoje, prolongando-se até amanhã, a segunda edição do Festival Caixa Alfama. Durante estes dois dias a Música no Coração e a Caixa Geral de Depósitos voltarão a encher as ruas de um dos bairros mais típicos de Lisboa para se ouvir cantar o fado.

Francisco Viana, director de Comunicação e Marca, explicou à Marketeer que o Caixa Alfama se trata de «um projecto com caráter muito abrangente, com grande heterogeneidade de público, o que permite à Caixa comunicar com vários segmentos».

O mesmo responsável refere que «os festivais têm o potencial de se constituírem como oportunidades únicas e de extraordinária relevância para o contacto directo com o público, garantindo simultaneamente uma relação mais emotiva e afectiva com clientes e potenciais clientes».

Francisco Viana vai mais longe: «A Caixa vê na associação aos festivais uma oportunidade única de conseguir, através da música, estar mais perto das pessoas e de lhes proporcionar experiências de marca com dinamismo, atractividade e diversão, mostrando assim que a Caixa, para além de ajudar a dar a volta à economia, quer também que os seus clientes tenham a oportunidade de viver a vida toda, com momentos marcantes em família e com os amigos. A música permite que as relações perdurem.»

Trata-se do segundo ano do evento e o segundo ano que a CGD assegura o naming sponsor do mesmo. Francisco Viana refere que «a associação da marca Caixa a este festival favoreceu, não só a estratégia de rejuvenescimento da marca, aliando os valores de proximidade e reforçando a notoriedade da Caixa junto do seu target group, como se revelou uma oportunidade clara de complementaridade à presença da marca nesta área ajudando a atingir objectivos de comunicação corporativa e construção de marca através da transmissão dos seus valores na associação ao Fado».

Além de estar presente no nome do evento, a Caixa activou a sua ligação ao Caixa Alfama nos dias anteriores ao festival através de passatempos a decorrer nas redes sociais, atribuição de bilhetes associados a produto e campanhas de QR Code. A CGD apostou também em comunicação nas agências através de cartazes de montra, comunicação na rede de ATS da CGD e nos extractos de cartões (com o envio de folhetos promocionais com indicação de desconto para clientes). Foram ainda atribuídos bilhetes através do site Vantagens Caixa.pt e divulgadas notícias referentes ao evento no site da CGD e redes sociais.

“O fado é a minha cara” é o nome da ativação digital que ao longo do dia de hoje e de amanhã a Caixa Geral de Depósitos vai desenvolver no festival Caixa Alfama, que permitirá aos visitantes terem uma experiência em mupis interactivos. As Social Walls servirão de montra para a actividade dos visitantes do Festival nas redes sociais, agregando os conteúdos gerados com a hashtag #EstamosCá. A activação digital decorrerá no Largo do Chafariz e é uma parceria da Caixa com a Fullsix, Telemedia e Fórmula P.

A instituição bancária estará presente no terreno com a oferta do programa do festival e de brindes. A CGD tem prevista uma acção surpresa no recinto do Palco Caixa no último concerto de cada noite. Exclusivamente para convidados CGD haverá um espaço, denominado Páteo Caixa, no recinto do Palco Caixa.

Depois do evento continuará a haver aposta no digital. «A palavra-chave é partilha dos melhores momentos do festival», sublinha Francisco Viana que, escusando-se a revelar até quando está a assegurada a presença da Caixa em edições futuras do festival de fado em Alfama refere que «a Caixa quando aposta num projecto nunca é a curto prazo».

Texto de Maria João Lima

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...