Toyota: Empresa de mobilidade

MARKETEER CONTENTS

A nova identidade visual da Toyota é caracterizada pela simplicidade e foi concebida com base em quatro princípios-chave: imagem vanguardista, vocacionada para mobile, de topo – uma vez que projecta uma imagem de alta qualidade – e ultraconsistente em todas as unidades de negócios e submarcas.

Trata-se, segundo é explicado por Ricardo Amaral, director de Marketing e Comunicação da Toyota, de um logótipo em 2D, adaptado ao espaço digital, mas igualmente eficaz no mundo físico.

«A indústria automóvel atravessa um período de mudança acelerada e a Toyota tem- -se reinventado, para uma empresa de mobilidade com a ambição de oferecer “sempre melhor mobilidade para todos”.»

Recorde-se que a Toyota iniciou a sua actividade como empresa de teares no início do século passado e o logótipo foi evoluindo com a actividade da marca ao longo dos anos. Primeiro, em 1937, com a passagem da produção de teares para automóveis nasce o nome Toyota com T. Mais tarde, no pós-guerra, em 1958, mudou, para dar início à nova era de produção automóvel.

Na viragem da década de 60 muda novamente, acompanhando a expansão em vários continentes, incluindo o europeu nos anos 70. Em 1989, com a afirmação da Toyota como marca global, nasce o logótipo das elipses associado ao nome da marca. A última alteração deu-se, na Europa, em 2004, com o símbolo das elipses a ganhar destaque e a tornar-se no logótipo tridimensional. Contudo, com o evoluir da comunicação, «ao longo dos anos perdeu-se o toque progressista e sofisticado e com pouca ligação às várias áreas do negócio que têm vindo a ganhar a centralidade da nossa actividade – a mobilidade». Como consequência, os principais elementos da marca não estavam optimizados para a era digital e mobile, motivo pelo qual agora é dado um novo salto, alinhando a imagem com a dinâmica da actividade e universo Toyota.

Neste processo deixa-se cair a palavra Toyota, ficando apenas o símbolo. Para chegar a esta decisão a empresa fez um estudo de notoriedade e identificou um elevado e quase total reconhecimento da marca, apenas com o recurso às elipses. Desta forma, daqui para a frente, a marca dará ainda mais força ao ícone que a identifica.

Trata-se de uma mudança com aplicação apenas na Europa. No entanto, recentemente, a Toyota na América do Norte procedeu igualmente a uma mudança de identidade visual para esse mercado, adoptando uma linha gráfica e reforço do logótipo com elipses 2D, em linha com o que agora há na Europa. «Uma vez que o resultado foi muito positivo realizámos a mudança agora na Europa, tendo por base os elementos já desenvolvidos da Toyota Motor North America, como, por exemplo, o tipo de letra.»

A nova identidade visual foi criada a pensar no futuro. O foco era conseguir uma ligação aos clientes cada vez melhor, permitindo que acompanhassem a rápida expansão de veículos electrificados da Toyota, serviços de mobilidade e venda online. Desta forma, a linguagem gráfica foi redefinida para se conseguir uma ligação melhor aos clientes através de uma diversidade de pontos de contacto e que podem experimentar, pela primeira vez, com o lançamento da mais recente geração Yaris Hybrid.

Até aqui chamado de Toyota Vitz no Japão, o nome do modelo Yaris passa a ser uma designação mundial a partir desta geração.

O novo Yaris, produzido em França, foi concebido para ir ao encontro dos desafios da actual vida urbana, e também apresenta um excelente comportamento em estrada ou auto- estrada. «Os clientes de carros compactos, hoje, estão entre os mais exigentes da Europa e em particular em Portugal, onde este segmento (utilitários compactos – B) continua a ser o mais expressivo do mercado», explana Ricardo Amaral. E acrescenta: «Os condutores de hoje procuram um carro que ofereça estilo e versatilidade. Querem que seja fácil estacionar, ágil no trânsito da cidade e confortável em viagens de maior distância. Procuram um carro seguro e com custos operacionais baixos. Para além disto tudo, estão mais conscientes do que nunca do meio ambiente e esperam soluções que se encaixam na sua vida quotidiana a um preço acessível.» A nova geração Yaris responde a essas exigências, com a filosofia da Nova Arquitectura Global da Toyota (TNGA), o Yaris, estreia a nova plataforma GA-B e o novo sistema electrificado com a tecnologia híbrida Toyota de quarta geração. Com os avanços nos sistemas activos e passivos, a Toyota tem como objectivo apresentar o automóvel compacto do segmento B mais seguro do mundo.

Reposicionar a empresa

Não restam dúvidas de que os clientes procuram soluções diferentes de mobilidade e a Toyota vai, precisamente, ao encontro dessas mesmas necessidades. Um dos objectivos com esta mudança é posicionar a marca como empresa de mobilidade, ao invés de uma empresa produtora de automóveis, conforme assumiu Akio Toyoda, presidente da Toyota Motor Corporation.

Em 2018, a Toyota começou a construir as bases para as organizações europeias integrarem novos serviços de mobilidade nas suas operações de produção e vendas de automóveis. A Toyota criou novas empresas: uma empresa de gestão de frotas (Toyota Fleet Mobility com sede em Colónia, Alemanha) e uma empresa de plataforma digital (Toyota Connected Europe com sede em Londres, Reino Unido). Esta transformação vai ter em breve mais novidades, onde se inclui Portugal, com novos serviços e áreas de negócios na esfera da mobilidade e que serão disponibilizados ao mercado com uma abordagem de conveniência que a era digital impõe. «Esta mudança de fabricante de automóveis para uma empresa de mobilidade é exigente e muito ambiciosa, em especial dada a escala global da Toyota. Foi, aliás, por esta mudança de paradigma se apresentar com um enorme desafio que a Toyota em 2016 se associou como patrocinador mundial aos Jogos Olímpicos e Paralímpicos, sob o mote “Start your impossible”», explica o mesmo responsável.

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...