Balcões limpos a cada 30 minutos e acrílicos: as medidas da Burger King para a reabertura

Lotação limitada (indica à entrada de cada restaurante), obrigatoriedade de máscara para todos os colaboradores e separadores acrílicos em todos os balcões interiores são algumas das medidas que a Burger King está a implementar para garantir que o regresso aos seus espaços é feito em segurança. O plano apresentado hoje pela cadeia de fast food para o mercado português envolve ainda a medição da temperatura corporal no início do turno a cada funcionário e a limpeza a cada 30 minutos dos balcões onde são efectuados e recolhidos os pedidos.

Quanto aos pagamentos, deverão ser efectuados preferencialmente através de cartões bancários. Ainda assim, quem preferir poderá optar por pagar em numerário, sendo que a Burger King compromete-se a aplicar um protocolo especial nestes casos.

Nos restaurantes onde já existem quiosques digitais, e nos casos em que não seja possível assegurar a distância de segurança entre eles, serão instalados acrílicos. A zona de circulação de clientes, por seu turno, será delimitada e devidamente sinalizada para que o distanciamento possa ser mantido sempre.

Todos os restaurantes terão um dispensador de gel higienizante à porta e os clientes deverão desinfectar as mãos ao entrar. Junto aos quiosques digitais também haverá um dispensador de luvas e a sua utilização será obrigatória.

Ainda sobre desinfecção, a Burger King indica que a zona de preparação de alimentos na cozinha está a ver a frequência de limpeza triplicada. As bandejas e as mesas serão desinfectadas depois de cada utilização e as zonas de recolha de pedidos no balcão são limpas a cada 10 minutos.

No serviço Drive Thru, todos os colaboradores responsáveis pelos pedidos usarão máscara, luvas e viseira. O pedido é entregue numa bandeja que será desinfectada depois de cada utilização.

“Mais Seguro do que Nunca” é nome dado ao plano de segurança desenvolvido pela marca para fazer frente ao novo coronavírus. O protocolo será implementado ao longo deste mês em 79 restaurantes. Durante as semanas seguintes, os restantes espaços passarão também a ser abrangidos.

Segundo Borja Hernández de Alba, director-geral da Burger King para Portugal, «a capacidade de adaptação é fundamental para enfrentar o desafio que temos à nossa frente». Em comunicado, o responsável sublinha que a cadeia está orgulhosa de ter ao seu lado os clientes nesta fase, graças ao serviço de home delivery e drive thru, que também «permitiu efetuar entregas de muitos menus a profissionais de saúde em todo o País, que desempenham um papel fundamental no combate à pandemia».

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...