Avon quer pôr um travão à violência doméstica

A marca de produtos de beleza Avon apresentou o movimento global #isoladassimsozinhasnao, que pretende combater o aumento da violência doméstica durante a pandemia Covid-19, potenciado pelo isolamento social. A marca anunciou ainda um novo apoio monetário à APAV – Associação Portuguesa de Apoio à Vítima.

A campanha #isoladassimsozinhasnao pretende apoiar mulheres e crianças em risco ou vítimas de violência doméstica em todo o Mundo, particularmente durante este período de isolamento, referindo que em países como a China, o Reino Unido ou os EUA houve um aumento homólogo dos relatos para cerca do dobro, comparando com o ano passado. Em Portugal, de acordo com as autoridades, entre os dias 6 e 27 de Abril foram acolhidas mais de 50 vítimas de violência doméstica em abrigos destinados a este auxílio.

Além da campanha de sensibilização, a marca doou, através da Fundação Avon, mais de um milhão de dólares a ONGs dedicadas a combater este problema, tais como linhas de apoio e abrigos. Em Portugal, este apoio materializou-se numa doação de 20 mil dólares (cerca de 18.500 euros) à APAV, com o objectivo de apoiar projectos que ajudem mulheres e crianças durante este período de isolamento.

De resto, desde 2009 que a Avon tem vindo a apoiar a APAV, através da venda de produtos cujas receitas revertem a 100% para esta causa, tendo angariado até ao momento mais de 81 mil euros para a instituição. «Queremos, agora mais do que nunca, continuar a nossa missão e contribuir para ajudar a APAV a proteger mulheres e crianças que estão em casa com os seus agressores, e a reforçarem as soluções e recursos para fazerem face ao problema», sublinha em nota de imprensa Susana Pereira, responsável pela Avon em Portugal.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...