Avenida da Liberdade prepara reabertura: lojas unem-se pela segurança de todos

Os lojistas da Avenida da Liberdade, em Lisboa, juntaram-se para preparar a reabertura das suas portas em segurança. Querem que os clientes regressem a esta zona comercial da capital portuguesa e que se sintam confiantes para explorar as novidades, conhecer novos espaços – como é o caso da recém-inaugurada Dolce & Gabbana – e redescobrir outros.

Segundo é explicado em comunicado, esta é a primeira vez que as lojas, hotéis, restaurantes e escritórios da Avenida da Liberdade se unem para fazer um convite aos clientes. «Num momento particularmente difícil, a reabertura gradual dos espaços comerciais e empresas da Avenida da Liberdade espera contribuir para a recuperação económica do País e para a manutenção dos postos de trabalho», explica Pedro Mendes Leal, porta-voz do Comité da Avenida e presidente da APP.

A reabertura está marcada para o próximo dia 18, quando poderão regressar à actividade lojas com mais de 400 metros quadrados e restaurantes, por exemplo. Para assegurar a segurança de todos, o Comité da Avenida indica que estão a ser implementadas todas as boas práticas divulgadas no protocolo assinado entre a Confederação do Comércio e Serviços de Portugal (CCP) e a Direcção-Geral da Saúde (DGS).

Diz também que estão a ser adoptadas as melhores medidas internacionais de higiene e segurança, tanto para os clientes como para os colaboradores. Será obrigatório, por exemplo, o uso de máscara em todos os espaços, bem como a higienização frequente e o limite de número de clientes por loja. Além disso, todos os provadores, peças de roupa, acessórios e calçado serão higienizados após cada utilização.

Este processo conjunto significa também que todos os espaços da Avenida da Liberdade terão o mesmo horário de funcionamento: abertura às 11h e encerramento às 20h, seis dias por semana. Haverá ainda a possibilidade de um serviço click & colect, que permite realizar compras online, via telefone ou email diretcamente com as lojas e fazer o levantamento sem ter de sair do carro.

Do Comité da Avenida fazem parte lojas como André Ópticas, Timberland, Burberry, Versace, Loja das Meias ou Hugo Boss, mas também restaurante como o Solar dos Presuntos ou o JNcQuoi Ásia. Juntam-se ainda os escritórios do Grupo Havas, o Hotel Valverde e a seguradora Tranquilidade, por exemplo.

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...