Auto Regulação Publicitária volta atrás e dá razão à Nos

A campanha em que a Nos promove “Uma geração sem limites” foi alvo de queixa por parte da Meo junto da Auto Regulação Publicitária (ARP). Na altura, este organismo decidiu que a Nos teria de cessar a divulgação do trabalho publicitário mas, agora, após recurso, volta atrás e dá razão à operadora liderada por Miguel Almeida.

Segundo deliberação a que a Lusa teve acesso, “não se vislumbra minimamente qualquer falta ao dever de actuar com veracidade – a anunciante Nos disse estar pronta para o 5G e nada existe que coloque em causa a fidedignidade de tal afirmação”. A campanha referida tinha o 5G como pilar e dava conta de uma “5.º geração de Internet Móvel” e “sem limites de dados, chamadas e SMS”.

A deliberação datada de dia 26 deste mês indica ainda que a comissão decide, por isso, revogar a decisão de 30 de Outubro – quando a Auto Regulação Publicitária havia afirmado que a campanha constituía “uma prática comercial enganosa”.

De acordo com o calendário indicativo proposto pela Autoridade Nacional de Comunicações (Anacom), o início do leilão de atribuição das licenças para o 5G arrancará em Abril do próximo ano. A conclusão dos procedimentos de atribuição está prevista para entre Julho e Agosto.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Automonitor
Nissan LEAF em modo drift