Associação Mutualista Montepio: Onde é que já ouvimos esta história?

MARKETEER CONTENTS

A Associação Mutualista Montepio tem uma história de vanguarda, modernidade e adaptação aos períodos mais turbulentos do País. Saiba como uma instituição com 180 anos mantém a frescura de uma startup e como o seu legado apoiará os associados e a comunidade a adaptarem-se à pandemia.

“A história repete-se sempre, pelo menos, duas vezes.” A frase de Hegel já foi repetida à exaustão mas, de tão perfeita, tornou-se irrefutável, quase inexpugnável à espuma dos dias e aos ciclos da sociedade. Hegel morreu em 1831, nove anos antes da fundação da Associação Mutualista Montepio, mas o conceito celebrizado pelo filósofo encaixa como uma luva numa instituição feita de ciclos perfeitos e tranquilos.

A cada ciclo, novos desafios. A cada pedra no caminho, novas soluções. Foi assim em vários momentos da vida de uma instituição que se tem adaptado, talvez como nenhuma outra ao longo dos tempos, aos complexos desafios da sociedade (veja a caixa “A necessidade aguça o engenho”). A cada nova fase de turbulência financeira e social, perturbações políticas, mudanças de regulação ou exigentes desafios de saúde pública, como o que vivemos nestes dias, a Associação Mutualista Montepio e o seu grupo de empresas mantiveram um rumo próprio, ajustando- se às mutações da sociedade e às diferentes necessidades dos seus associados.

Como? Vamos explicar-lhe neste artigo.

Antecipar o futuro do marketing Se a história nos diz que, nos períodos mais conturbados, a Associação Mutualista Montepio sobressai, esta capacidade de adaptação deve-se à solidez da missão, à visão clara e aos valores intemporais definidos pelos seus fundadores. São valores universais e que se adaptam a 1840, como a 2020 ou a 2200.

A Associação Mutualista Montepio nasceu da inovação e bebe dela a cada novo desafio, a cada feito atingido e a cada satisfação das necessidades dos associados. Exemplos não faltam. Em 1840, quase um século antes de o Estado ter desenhado o primeiro, e ainda incipiente, sistema de seguros sociais obrigatórios, a Associação Montepio começou a disponibilizar soluções de protecção social e poupança aos seus associados. Então, ainda na primeira metade do século XIX, as pessoas estavam no centro da actividade da Associação Mutualista Montepio, que antecipava, assim, uma tendência do marketing actual.

Ao garantir uma pensão às famílias dos primeiros associados, a instituição contribuía, paralelamente, para o desenvolvimento económico e social do País, para a igualdade de género e redução dos níveis de pobreza. Nos anos seguintes, as soluções de previdência complementar disponibilizadas pela Associação Montepio acompanharam as crescentes necessidades dos associados. Algumas reforçaram a importância de poupar desde a idade jovem e para os anos dourados, outras acautelaram incertezas e imprevistos, doenças graves, desemprego e acidentes.

Mais recentemente, o crescimento muito acentuado no número de associados permitiu à Associação Montepio estar presente em todas as fases da vida dos associados: no dia-a-dia dos mais jovens, através do Clube Pelicas e das residências para estudantes, ao dos seniores, com as Residências Montepio. Outros projectos são transversais a todas as idades, como as Experiências Montepio, as Corridas Montepio ou os espaços atmosfera, que tornam a cultura mais acessível. São projectos que promovem o convívio, reforçam os ideais do mutualismo e partilham os seus valores com as novas gerações.

Saúde (mesmo) para todos Em 2017, a aposta crescente na área da saúde ganhou um novo fôlego com o lançamento do Cartão Montepio Saúde. A exemplo de outros lançamentos anteriores, também o cartão de saúde da Associação Mutualista Montepio bebeu dos princípios defendidos em 1840: universalidade, igualdade e solidariedade. Numa área tão competitiva, o Cartão Montepio Saúde conseguiu inovar. Em primeiro lugar, ao ser gratuito para todos os associados Montepio; em segundo, por não deixar ninguém de fora – não existem restrições de idade ou doenças pré-existentes; em terceiro, por reunir alguns dos mais reputados players de saúde do mercado português. Os números detalham o sucesso da aposta.

Nos primeiros dois anos de actividade, o Cartão Montepio Saúde foi utilizado por mais de 50 mil associados, num total de sete milhões de euros poupados em 300 mil actos clínicos. Além de proporcionar um plano de saúde de qualidade a milhares de associados, o Cartão Montepio Saúde respondeu a uma das necessidades básicas da comunidade mutualista: não procrastinar na saúde e aceder a consultas, exames e outro tipo de actos médicos com a rapidez necessária.

Para as Organizações da Economia Social, vai ficar tudo bem Num tempo em que a constante é a mudança, a Associação Mutualista Montepio suporta- -se na força dos seus 600 mil associados para construir parcerias relevantes para a comunidade, sobretudo as que dão apoio à população mais vulnerável. Esta vocação social aprimorou- se nas últimas décadas, nomeadamente através da Fundação Montepio, e a Associação Montepio evoluiu para a maior instituição de economia social do País e uma das maiores da Europa, como demonstram as centenas de instituições de solidariedade social impactadas por projectos como a Frota Solidária, financiado através da consignação fiscal de todos os portugueses, o FACES (linha de financiamento focada em projectos de intervenção social), o Prémio Voluntariado Jovem ou o Programa de Voluntariado Corporativo de Apoio à Comunidade.

Em 2019, a Fundação Montepio aplicou 1.057 milhões de euros em cerca de 70 projectos que dão resposta às necessidades básicas das comunidades mais vulneráveis, em linha com o investimento de anos anteriores. Desde 2008, por outro lado, o projecto Frota Solidária ofereceu 223 viaturas adaptadas a outras tantas IPSS. Estas viaturas solidárias ganham uma relevância especial nos tempos que vivemos, transportando utentes de instituições sociais, em condições de segurança e higiene, para actividades indispensáveis ao seu dia-a-dia. Inovar em tempo de pandemia Como todos os outros tempos extraordinários vividos pela Associação Montepio, também a resposta à pandemia provocada pelo novo coronavírus foi preparada, indirectamente, ao longo da última década.

Nestes anos, a instituição acelerou a sua transformação digital e disponibilizou aos associados ferramentas destinadas a facilitar a proximidade e instantaneidade da comunicação, respondendo aos desafios e expectativas que se colocam ao longo da vida. Assim, desde 2016 que a app e o site montepio.org são a porta de entrada no universo mutualista, sendo possível percorrer toda a jornada que permite aos cidadãos tornarem-se associados Montepio sem sair de casa. Por outro lado, é hoje possível subscrever modalidades mutualistas na comodidade do lar.

A transformação digital que a Associação Montepio está a viver culminará, ainda este mês, no lançamento do My- Montepio (veja caixa ao lado). Em tempos de pandemia, o isolamento social obrigou à reformulação das vantagens de ser associado, assim como à obrigação de continuar a responder às necessidades básicas da sua comunidade. Assim, e em poucos dias, as Experiências Montepio tornaram-se virtuais, o programa “Farmácia ao Serviço” ampliou o seu raio de acção, o “Médico Online” ganhou uma nova relevância e o “Médico ao Domicílio” adaptou-se à nova realidade, disponibilizando um serviço telefónico.

Como serão os próximos 180 anos? Exigentes, complexos e imprevisíveis. Mas a Associação Montepio continuará a responder às necessidades dos seus associados e a preparar, simultaneamente, o mundo de amanhã.

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...