Associação de Eventos prepara manual para a retoma

A APECATE – Associação Portuguesa de Empresas de Congressos, Animação Turística e Eventos está a preparar um manual de procedimentos que terá como função apoiar as empresas do sector na retoma da actividade. Findo o estado de emergência e dado um primeiro passo no sentido de as diferentes áreas económicas regressarem à actividade normal, está na altura de começar também a pensar no regresso dos eventos.

Elaborado em parceria com cinco instituições de ensino superior, o manual terá procedimentos específicos para cada área de actuação: Congressos, Animação Turística e Eventos. As medidas disponíveis através deste projecto são definidas com base nas recomendações da Direcção-Geral da Saúde (DGS) e visam reconquistar a confiança dos consumidores – que ainda poderão estar reticentes em relação a participarem em iniciativas com outras pessoas.

“Sendo o sector dos congressos, animação turística e eventos uma das áreas mais afectadas no decorrer da pandemia, as empresas e a APECATE mostram-se empenhados em abraçar progressivamente a normalidade com a preocupação de manter a máxima segurança dos seus colaboradores, empregados e consumidores”, explica a associação em comunicado.

Escola Superior de Desporto e Lazer do Instituto Politécnico de Viana do Castelo, Escola Superior de Desporto de Rio Maior, Universidade de Aveiro, Universidade Lusófona e Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril são as instituições de ensino com as quais a APECATE está a colaborar.

Numa primeira fase, a aposta deverá ir para os eventos híbridos, que combinam participação ao vivo e via web. Assim, as empresas poderão ajustar os seus recursos e preparar os espaços para as restrições de proximidade necessárias.

A associação considera também importante alinhar todas as medidas propostas com outras associações de sectores como hotelaria, agências de viagem ou eventos desportivos, de âmbito nacional e europeu. Também nesse sentido, a APECATE adianta estar a estudar a possibilidade de alargar à área de Congressos e Eventos o selo “Clean and Safe”, apresentado na semana passada pelo Turismo de Portugal.

“A associação considera que não se pode excluir esta validação num sector tão importante, uma vez que o mesmo apena está disponível para empresas com Regime de Turismo”, indica.

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...