Apenas 1 em cada 4 empresas entrega produtos em menos de 48h em Portugal

A rapidez da entrega é um dos factores mais importantes para os consumidores portugueses que efectuam compras online, mas apenas uma em cada quatro empresas conseguem entregar os produtos em menos de dois dias. A média, em território nacional, é de 3,5 dias, de acordo com o estudo “Experiência de compra online e de operações last mile”.

Elaborado pela Deloitte em parceria com a Associação Portuguesa de Logística (APLOG), o estudo abrange 160 empresas de Grande Consumo com loja online a operar em Portugal. Sector Alimentar e Bebidas é o que apresenta o melhor desempenho em termos de velocidade de entrega: neste caso, três em cada quatro empresas entregam os seus produtos no prazo máximo de dois dias. No sentido inverso, Casa e Decoração é o sector com o tempo de entrega mais elevado (5,5 dias).

A mesma análise mostra que os portugueses pagam, em média, 4,2 euros por cada pedido de entrega. Electrónica e Telecomunicações tem o custo de entrega inferior (1,9 euros), sendo que apenas 7% das empresas deste sector apresenta um custo superior a 4 euros.

A Deloitte sublinha ainda que, embora a entrega gratuita seja um dos aspectos mais valorizados pelos consumidores, é uma oferta pouco frequente em Portugal. Ainda assim, também aqui Electrónica e Telecomunicações se destaca como o sector em que a proporção de empresas que assume esta prática é maior (43%). Por outro lado, Beleza e Higiene quase não tem esta oferta.

Quanto às plataformas, o estudo indica que 95% dos websites analisados se revela responsivo, com capacidade de projecção em qualquer tipo de resolução de ecrã. Electrónica e Telecomunicações tem, uma vez mais, o melhor desempenho: 100% das empresas investe no display dos seus websites.

O principal problema nesta área reside na velocidade de carregamento e na estabilidade visual dos websites, uma vez que, no geral, é inferior à recomendada e afecta, por isso, a experiência de compra.

No campo dos pagamentos, o MB Way tem o dobro dos utilizadores do PayPal em Portugal. Mas, ainda assim, somente 35% das empresas analisadas disponibiliza esta opção para compras online. Por outro lado, 73% apresenta PayPal como meio de pagamento.

O cartão de crédito é, segundo a Deloitte, a opção de pagamento mais utilizada nos diversos sectores (92% das empresas analisadas).

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...