Adidas espera crescer à boleia de Beyoncé

No início de Dezembro do ano passado, começaram a ser publicadas com regularidade imagens na página de Instagram da Ivy Park, marca de desporto lançada por Beyoncé em 2016. A legenda da primeira foto anunciava a data de 18 de Janeiro, mas pouco mais se sabia sobre o que estaria a cantora norte-americana a preparar.

Entretanto, foi desvendada uma parceria com a Adidas, bem como fotos de Beyoncé com as primeiras peças de vestuário. Calças, leggings, casacos, tops, camisolas e até macacões fazem parte desta colecção especial Adidas x Ivy Park. Roxo, laranja e branco parecem ser os tons eleitos para as diferentes sugestões, que são colocadas à venda já esta madrugada.

Segundo a CNBC, a Adidas deverá beneficiar significativamente da associação a Beyoncé. Depois de ter sido lançada em parceria com a Topshop, a marca Ivy Park evoluiu e passou inteiramente para as mãos de Beyoncé. A cantora terá decidido assumir o controlo após o dono da Topshop ter sido acusado de assédio sexual.

«É um sonho tornado realidade relançar a Ivy Park», afirma Beyoncé em comunicado.

A aposta de marcas de desporto em acordos com celebridades não é novidade. Mesmo a Adidas não é nova neste mundo, tendo fechado uma parceria com a insígnia Yeezy de Kanye West em Fevereiro de 2015. Analistas citados pela mesma publicação antecipam que as vendas de Ivy Park superem as de Yeezy (1,5 mil milhões de dólares em 2019).

Para isso contribuirá a ampla base de fãs de Beyoncé: a cantora soma mais de 113 milhões de seguidores só no Instagram. Numa primeira fase, o foco da Adidas poderá, por isso, estar na construção de marca, de modo a capitalizar da popularidade da artista.

Nos anos seguintes, a marca poderá apostar, então, num volume mais elevado de peças e no aumento das vendas. Se a estratégia for de consolidação, Ivy Park poderá mesmo alavancar o crescimento da Adidas.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Automonitor
Nissan LEAF em modo drift