Adidas desiste de lançar ténis com grilhões

Um coro de protestos no Facebook e na blogosfera obrigou a Adidas a cancelar os planos para lançar no mercado uns ténis com algemas de borracha para os pés. A maioria dos internautas acusou a marca de evocar a escravatura.

Um post colocado pela Adidas no Facebook no passado dia 14 para apresentar os novos ténis – que ficaram rapidamente conhecidos nas redes sociais e na imprensa como os “ténis com grilhões” – gerou uma autêntica onda de protestos na Internet, tendo até ao momento mais de quatro mil comentários. Face às críticas, que levaram, nalguns casos extremos, a pedidos de boicote à marca, a Adidas anunciou que já não vai comercializar o produto, cujo lançamento estava previsto para Agosto.

O modelo, chamado JS Roundhouse Mids, foi criado pelo designer Jeremy Scott, e seria uma versão actualizada dos Adidas classic Rondhouse, mas com duas algemas para os tornozelos, ligadas aos ténis por correntes.

“O design dos ténis JS Rondhouse Mid não é mais do que o resultado da visão única e disruptiva do designer Jeremy Scott sobre a moda e não tem nada a ver com a escravatura. Pedimos desculpa se as pessoas ficaram ofendidas com o design e estamos a cancelar os nossos planos para colocar o modelo no mercado”, reagiu a Adidas em comunicado, citado pelo Huffington Post. «O meu trabalho sempre foi inspirado por desenhos animados, brinquedos e pela minha infância», disse simplesmente Jeremy Scott.

Os JS Roundhouse Mids seriam lançados no mercado por um custo de 350 dólares (aproximadamente 276 euros).

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...