«A natureza está a deteriorar-se a ritmos alarmantes», diz CEO da Sonae

A Sonae é uma das 32 empresas a nível mundial que subscrevem o manifesto da plataforma “Business for Nature”. Trata-se de um documento que exige uma acção rápida e colectiva por parte dos governos e companhias no sentido de conservar a natureza – que, na opinião de Cláudia Azevedo, CEO da Sonae, se está a «deteriorar a ritmos alarmantes e insustentáveis».

Segundo a CEO, a preservação e restauro dos ecossistemas «tem de ser uma preocupação global, traduzida em iniciativas concretas, de implementação imediata. Estamos perante um problema planetário em que todos temos que ser parte da solução».

A par da Sonae também gigantes como Walmart, Carrefour, EDF, Suzano, Unilever, Nespresso, Danone, AEON, Axa, Rabobank, Tencent ou AngloAmerican assinaram o manifesto. Outras organizações podem juntar-se, desde que acreditem nos princípios que o suntentam, nomeadamente o da concertação entre público e privado.

“Todas as empresas e instituições que actuem de acordo com a protecção da natureza e da biodiversidade podem e devem demonstrar o seu compromisso subscrevendo o manifesto”, refere a Sonae em comunicado. A subscrição pode ser feita através do site da plataforma “Business for Nature”.

De acordo com esta iniciativa, mais de metade do PIB mundial – 44 triliões de dólares em valor económico – está exposto, moderada ou severamente, a riscos associados à diminuição de recursos naturais.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...