96% dos CEOs em todo o mundo são homens

178702230_rsNa altura de assumir um dos cargos de gestão de maior relevância, as grandes companhias continuam – salvo raras excepções – a confiar mais no sexo masculino. Pelo menos é o que dá a entender um estudo divulgado pela Qlik, que conclui que 96,4% dos presidentes executivos de algumas das mais importantes empresas mundiais são homens.

O estudo baseia-se nos CEOs das empresas que integram o Índice UK FTSE 100 e 250, juntamente com informação sobre presidentes executivos das companhias mais importantes da região Ásia-Pacífico, Alemanha e Suíça. O inquérito, realizado em Julho passado, analisou dados variados, incluindo o local de nascimento, o género, as universidades e os cursos que frequentaram, e a experiência profissional anterior.

De acordo com o estudo, a Índia é o país que tem a proporção mais elevada (8%) de mulheres a ocupar o cargo de CEO, seguida do Reino Unido e da Austrália (ambos com 5%). O estudo destaca ainda o facto de, na índia, todas estas mulheres trabalharem em organizações financeiras. No lado oposto estão o Japão e Hong Kong, onde todos os CEOs são homens.

Com base no estudo, a Qlik define ainda o perfil do CEO global. De acordo com a empresa norte-americana especializada em data discovery, que tem presença directa em Portugal, os presidentes executivos são, regra geral, homens, têm em média 54 anos e frequentaram um MBA (Master of Business Administration) em Harvard, na Universidade de Oxford ou em Cambridge. A Universidade de Manchester, o Imperial College of London e a Universidade de Tóquio também estão entre as universidades mais frequentadas pelos CEOs.

Ainda segundo o documento, 92% dos CEOs tem cursos superiores universiários, sendo que cerca de 18% tem um MBA. Ciências Económicas e Gestão de Empresas, Engenharia e Direito são os três cursos que prevalecem entre os CEOs mundiais.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...