7 tendências de consumo para este Natal

Consciente de que o Natal – e os períodos de férias no geral – é um momento crucial para o sector do retalho, em que se inclui o comércio electrónico, a PayPal decidiu reunir as principais tendências para este ano. Olhando para o mercado global, é evidente a ascensão dos dispositivos móveis, a predilecção por marcas sustentáveis e uma atenção maior à vertente solidária.

Tendo por base um estudo realizado pela Ipsos, entre os dias 23 de Julho e 25 de Agosto, a PayPal aponta para sete tendências:

1 – Stress. As compras de Natal vão continuar a ser stressantes, o que levará os consumidores a procurar soluções online. No entanto, também aqui não se sentirão totalmente à vontade: 22% dos consumidores globais não confia no processo de compra nas redes sociais e 51% deles ainda se mostra preocupado com questões de segurança quando fazem compras via mobile. Diz a PayPal que, tendo em conta que 95% dos consumidores globais compra online e que 71% faz pagamentos pelo telefone, este é um problema que tem de ser resolvido;

2 – Pagar em qualquer momento e lugar. Recorrer aos dispositivos móveis para despachar as compras de Natal será cada vez mais comum, sendo a conveniência a principal razão pela qual os consumidores optam por este meio. 44% dos consumidores globais considera que é fácil usar dispositivos móveis para fazer compras, sendo que 43% concorda que lhes permite economizar tempo. Observando o local onde as pessoas mais fazem compras, 65% indica a sua casa. Desses 65%, 34% opta por fazê-las da própria cama;

3 – Redes sociais. As redes sociais, enquanto canais de pagamento para as compras de Natal, vão tornar-se cada vez mais importantes. Contudo, ainda não terão um peso muito relevante. Segundo a PayPal, em média, 30% dos consumidores globais fez uma compra nos últimos seis meses através das redes sociais. A Geração Z parece ser mais propensa a fazê-lo (38%);

4 – Presentes digitais. Filmes e subscrições de jogos são exemplos de presentes digitais a ganhar terreno. São óptimos presentes de última hora, indica a PayPal, acrescentando que permitem evitar filas nas lojas ou esperas prolongadas pela entrega. Actualmente, 23% dos consumidores globais já utiliza os seus telemóveis para pagar por bens digitais ou virtuais;

5 – Sustentabilidade. “Devagar, mas com firmeza, entramos no mundo das compras éticas”, vaticina a PayPal: nos últimos 12 meses, 13% dos consumidores internacionais comprou um produto porque foi produzido de maneira sustentável ou ecologicamente correcto. O mesmo estudo revela que a preocupação com o ambiente influenciou um em cada 10 consumidores. As mulheres e a faixa etária 18-34 anos compõem o grupo de consumidores mais propensos a serem influenciados por este tema.

Além disso, 14% da Geração Z e 11% da Geração Y, a nível global, assumem ter deixado de comprar produtos ou serviços de uma marca devido aos seus valores;

6 – Negócios locais. 55% dos compradores online faz compras em sites internacionais pois encontram melhores preços (53%) e novos produtos (33%). Por outro lado, 66% prefere apoiar negócios do seu próprio país. A PayPal prevê uma predilecção especial por negócios locais neste Natal, fruto das pesquisas por presentes originais ou feitos à mão, por exemplo;

7- Solidariedade. A PayPal explica que os donativos são uma “maneira notável de substituir presentes tradicionais por presentes mais significativos”. Apesar de apenas 5% dos consumidores afirmar ter feito doações para uma instituição de solidariedade via mobile até ao momento, esta parece ser uma tendência. Movimentos como Giving Tuesday poderão impulsionar o número de donativos.

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...