25% dos portugueses pagou mais de 500 euros pelo seu smartphone

Os portugueses são grandes consumidores de tecnologia. Poucos prescindem do smartphone, de um televisor com ecrã plano e de um computador portátil. Já os tablets e as máquinas fotográficas digitais são menos populares entre os inquiridos, de acordo com a DECO Proteste.

A experiência dos consumidores ao longo de anos de utilização permite identificar as avarias mais frequentes, às quais os fabricantes devem dedicar mais atenção, e estabelecer o ranking de fiabilidade das marcas para cada família de equipamentos.

Os resultados variam entre uma e cinco estrelas: quanto maior a constelação, maior a fiabilidade. As conclusões resultam de um inquérito online realizado, em Setembro de 2019, junto dos subscritores da DECO Proteste. Aos resultados deste estudo, conduzido em Portugal, Espanha, Itália, Bélgica e França, foram adicionadas as respostas de 2018 sobre fiabilidade e avarias, para uma maior robustez das conclusões. No total, a DECO Proteste obteve 80.481 respostas válidas, 9.029 de Portugal.

Alguns produtos exigem um investimento de largas centenas de euros. Convém munir-se de conselhos para garantir que serão do seu agrado e não irão avariar de forma precoce. Este inquérito permite obter informação que não é possível avaliar a curto prazo em laboratório. Além dos resultados e das características dos modelos analisados, a DECO Proteste revela os preços actualizados e as lojas mais baratas.

A opinião dos utilizadores sobre tecnologia

A maioria dos portugueses tem um smartphone, em 30% dos casos de gama alta, sendo que um quarto pagou mais de 500 euros pelo equipamento. Preferem modelos com Android (apenas 18% trazem o sistema operativo iOS) e dotados de ecrãs grandes, com mais de 5,1 polegadas em três quartos dos casos. As marcas que envolvem maior risco de avaria são a Wiko, a Alcatel e a Doogee, com três estrelas. As falhas mais frequentes prendem-se com a bateria, a função táctil e o carregador.

Com os telemóveis a apostarem cada vez mais na fotografia, apresentando sensores de maiores dimensões e resolução, assim como múltiplas câmaras, as máquinas digitais têm vindo a perder terreno. Só cerca de metade dos inquiridos possui um destes aparelhos, a maioria anterior a 2015. A bateria, as objectivas e o leitor de cartões são os componentes mais sensíveis a problemas.

Quanto aos televisores, em três quartos dos casos, os inquiridos optaram por modelos do tipo LCD. As tecnologias OLED e plasma representam 15% e 10% da amostra, respectivamente. Mais de metade optou por uma smartTV, com ligação à internet e apps próprias. Panasonic, Sony, Samsung, LG e Philips são as marcas mais fiáveis. A TCL, pelo contrário, apresenta um risco maior de avaria. O comando, o ecrã e as ligações são os pontos mais vulneráveis. Consulte o nosso teste a televisores e as lojas mais baratas.

Quando o assunto passa pelos computadores portáteis, que 85% dos inquiridos revela ter, a grande maioria é do tipo notebook, com Windows. Em 30% dos casos, custou 500 a 800 euros. Todas as marcas para as quais foram obtidas respostas obtêm cinco estrelas na fiabilidade. Revelamos o tablet ou computador ideal, e os melhores preços.

Como avaliar promoções online

Boa parte dos inquiridos adquiriu os equipamentos em promoção, sobretudo televisores, computadores e smartphones (50%, 42% e 37%, respectivamente). Com a Black Friday a aproximar-se a passos largos, muitas lojas tentam caçar consumidores com super descontos. Mas atenção: todos os anos, são detectadas falsas promoções, isto é, situações em que o preço anunciado chega a ser mais elevado do que o praticado pouco tempo antes. Nem todos os “preços imbatíveis” são bons negócios.

 

Telemóvel

Entre os portugueses, 88% tem um smartphone, a maioria com Android. Samsung, Huawei e Apple são, por ordem decrescente, as marcas mais presentes no estudo. A Samsung e a Apple estão entre as 15 marcas mais fiáveis, com cinco estrelas. Wiko, Alcatel e Doogee acusam mais avarias (três estrelas na fiabilidade). A bateria, a função táctil e o carregador são os componentes mais frágeis. Espreite o top de telemóveis e as Escolhas Acertadas em tempo real.

Marcas mais fiáveis de telemóveis.

Tablet

Pouco mais de metade dos portugueses dispõe de um tablet, com o sistema operativo Android em 63% dos casos e iOS em 25%. Um em cada quatro aparelhos é anterior a 2015. E três em 10 custaram 150 a 300 euros. Apple, Samsung e Asus foram as marcas com mais respostas, todas com nota máxima na fiabilidade. Denver e Archos são as menos fiáveis. Problemas na bateria e falhas na função táctil e no carregador foram as avarias mais frequentes. Veja o teste a 115 tablets.

Marcas mais fiáveis de tablets.

Computador portátil

A maioria dos portugueses tem um computador portátil (85%), geralmente do tipo notebook, com o Windows instalado. Quatro em 10 são equipamentos anteriores a 2015. Asus, HP, Acer, Apple e Lenovo foram as marcas mais representativas do estudo, todas com nota máxima na fiabilidade. A bateria, o disco rígido e o cabo ou a fonte de alimentação foram os elementos com mais avarias. Veja o teste a 67 computadores.

Please fill the source and the alt text

Máquina fotográfica

Cerca de metade dos portugueses possui uma máquina fotográfica digital. Três em dez destes aparelhos custaram entre 100 e 300 euros. Os portugueses optaram por modelos compactos (48%) e reflex (27%), com objectivas intermutáveis no segundo caso. Canon, Sony e Nikon são as marcas mais frequentes e conseguiram cinco estrelas na fiabilidade. A Ricoh e a Leica são um pouco menos fiáveis. A bateria, as objectivas e o leitor de cartões são os componentes com mais problemas. Compacta, reflex, híbrida, superzoom ou de aventura? O guia e o teste a máquinas fotográficas da DECO Proteste ajudam a escolher.

Marcas mais fiáveis de máquinas fotográficas.

Impressora

Cerca de três quartos dos portugueses tem impressora, que custou menos de 100 euros em mais de um terço dos casos. A maioria (67%) dispõe de ligação Wi-Fi, ideal para imprimir a partir de smartphone ou tablet, sem cabo. Isolada na frente, a Brother é a marca mais fiável. O suporte dos tinteiros, as cabeças de impressão e a ligação Wi-Fi são os elementos mais vulneráveis  a avarias. Para quem imprime muito, os modelos a laser ou a jacto de tinta com tanque de tinta podem compensar face aos de cartuchos. Embora mais caros, o preço da tinta é inferior. Veja todas as impressoras testadas.

Marcas mais fiáveis de impressoras.

Televisor

Nove em 10 inquiridos tem um televisor com ecrã plano, regra geral, tipo LCD. Mais de metade escolheu uma smartTV, equipamento com ligação a Net e apps próprias. Samsung e LG são as marcas mais presentes, estando entre as cinco mais fiáveis. No extremo oposto, ficou a TCL, que revela maior risco de avaria. Problemas no comando, no ecrã e nas ligações são os mais denunciados. Veja o teste mais recente a televisores.

Marcas mais fiáveis de televisores.
Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...