TAP nunca teve tantos aviões como agora

Pela primeira vez, a TAP atingiu o marco dos 100 aviões. Para a conquista do novo recorde contribuiu a chegada de mais um Airbus A330neo, baptizado com o nome de D. Afonso Henriques, na sequência do processo de renovação e expansão da frota que a companhia aérea está a levar a cabo.

Até 2025, a TAP prevê somar 71 novos aviões. “É nestes aviões de última geração, com mais oferta de lugares e menor custo, que assenta grande parte do processo de transformação e modernização da TAP”, explica a empresa.

Em comunicado, a TAP indica ainda que cada avião novo é sinónimo, em média, de 28 milhões de euros em contribuições e impostos todos os anos para a economia portuguesa. Além disso, representa mais de 750 postos de trabalho.

Segundo a TAP, os novos aviões permitem um crescimento sem precedentes, nomeadamente nos Estados Unidos da América (EUA): nos últimos quatro anos, foi a companhia europeia que mais cresceu nas rotas entre a Europa e os EUA. Até ao final deste ano, a TAP irá abrir novas rotas para este país, incluindo Chicago, São Francisco e Washington já em Junho.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Automonitor
Casa cheia no próximo domingo para os 500 km do Estoril