Receitas e lucro da Cofina em quebra

O primeiro trimestre do ano foi de quebra para a Cofina, tendo apresentado um resultado líquido 35,4% inferior ao do período homólogo de 2016. Além do lucro de 648 mil euros, o grupo de comunicação registou ainda receitas operacionais de 20,6 milhões de euros, menos 9% do que no ano passado.

Em concreto, as receitas de circulação caíram 12,2% e as de publicidade 0,4%. A categoria referente a produtos de marketing alternativo e outros recuou 13,2%. Em comunicado, a Cofina explica que “a redução de custos de 7,5% não foi suficiente para cobrir a quebra registada nas receitas”.

Por segmento, os jornais registam uma queda de 6,1% e as revistas de 21,9%. No primeiro caso, as receitas de publicidade cresceram 2% e, no segundo, caíram 11,3%.

A Cofina afirma estar a fazer frente ao “ambiente extremamente adverso de mercado” ao reforçar a “eficiência operativa” e ao reorganizar a sua estrutura – só em Abril foi anunciado o despedimento de mais de 50 colaboradores. Além disso, o grupo diz estar a preparar novas unidades de negócio, nomeadamente uma plataforma de jogo online, com lançamento marcado para o segundo trimestre deste ano.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
A sua empresa pode fazer sorrir crianças hospitalizadas. Saiba como.
Automonitor
Novo Alpine A110S pronto para encomendar em Portugal