LEGO junta-se à luta contra o racismo e suspende publicidade a sets de polícia

Sets da LEGO que desafiam a construir a Casa Branca ou edifícios da polícia estão a ser alvo de uma pausa em termos de comunicação. A LEGO decidiu juntar-se aos protestas contra o racismo através da suspensão da publicidade a produtos relacionados com algumas das autoridades responsáveis pela morte de George Floyd.

Recorde-se que, na semana passada, um homem afro-americano morreu após ser sufocado por um polícia durante quase nove minutos. Desde então, os Estados Unidos da América têm sido palco de manifestações e acções de solidariedade, pedindo justiça para George Floyd e lembrando os milhões de cidadãos que, como ele, sofrem com o preconceito diariamente.

São várias as marcas a expressar o seu apoio a esta causa, afirmando que este não é o momemnto para ficar calado. A LEGO, por seu turno, vai recorrer ao silêncio como arma: segundo indica a CNBC, a marca enviou um email a alguns dos seus parceiros retalhistas pedindo que uma lista de mais de 30 produtos fosse excluída de qualquer actividade de marketing.

«Gostaríamos de clarificar que não deixámos de vender nenhum set. O mal-entendido é resultado de um email enviado em nosso nome aos membros do nosso programa de marketing para afiliados», esclarece porta-voz da LEGO à CNBC.

Sublinha ainda que a intenção do email era pedir uma pausa na promoção e marketing de um conjunto de produtos. «Pausámos todo o marketing nos nossos canais sociais no início desta semana em resposta aos eventos trágicos nos Estados Unidos da América (…) Não existe espaço para racismo na nossa sociedade… A nossa missão é inspirar e desenvolver os construtores de amanhã e isso inclui inspirá-los a serem tolerantes, inclusivos e bondosos.»

Numa publicação partilhada ontem no Twitter, a Lego anuciou que irá doar quatro milhões de dólares a organizações dedicadas ao apoio de crianças negras e à educação de todas as crianças sobre igualdade.

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...