Inovação em cápsulas

MARKETEER CONTENTS

Lançou o primeiro chá expresso do mundo, criou um robot que serve café e até inventou um sistema de extracção de café antigravidade. Estas são apenas algumas das inovações lançadas pela delta q nos últimos 12 anos

Criada em Novembro de 2007, a Delta Q tem uma história recheada de inovação para contar. A marca de café em cápsulas do Grupo Nabeiro começou a sua actividade com sete blends de café, mas a gama hoje estende-se por um total de 28 variedades de café, cereais, chás e tisanas. Nestes quase 12 anos, desenvolveu nove modelos de máquinas de café e lançou o primeiro chá expresso do mundo em cápsula.

Foi também a primeira marca portuguesa a lançar chás, cereais e tisanas em cápsula, bem como a primeira a apresentar uma bebida em forma de expresso para crianças (Delta Q Qids). Abriu ainda três lojas em Portugal e uma no Brasil, e conquistou consumidores em mais de 40 países.

Mas não fica por aqui, com a directora da unidade de negócio Delta Q a enumerar algumas das mais recentes inovações introduzidas no mercado. «Evoluímos para o território da inovação com o Qoffee Qar – o robot autónomo e autodirigido – e com o inovador sistema RISE (Reverse Injection System Experience) — o café que desafia a gravidade – e, mais recentemente, com o walQ, o primeiro café expresso móvel, aliando assim tecnologia e inovação, levando mais longe a experiência de tomar um expresso perfeito Delta Q», enumera Rita Tomé Duarte, directora da unidade de negócio Delta Q.

«Um dos grandes motivos de crescimento da marca deve-se à aposta em produtos inovadores e à nossa preocupação em oferecer experiências sensoriais únicas a todos os consumidores. Com quase 12 anos de vida, onde saímos várias vezes da nossa zona de conforto, a nossa vontade mantém-se: oferecer um expresso sempre perfeito da forma mais simples», reitera a responsável.

Qids e Chef’s Collection

Hoje, a gama Delta Q satisfaz as preferências de diferentes públicos, dos miúdos aos graúdos. Recentemente, a marca lançou o Delta Q Qids, uma bebida à base de cereais, com um toque a chocolate e mel, direccionada aos mais novos, que já se encontra à venda nos super e hipermercados.

«Delta Q Qids é uma bebida que inclui os mais novos no ritual dos adultos, para que os mesmos os acompanhem com uma bebida pensada especialmente para eles», salienta Rita Tomé Duarte.

Na sequência deste lançamento, a marca inaugurou um novo espaço na KidZania (no Dolce Vita Tejo), o Qafé Bar. Aqui, convida os mais pequenos a entrarem no mundo do café, ao assumirem a profissão de barista da Delta Q.

O lançamento do Delta Q Qids é acompanhado por uma campanha multimeios com o objectivo de dar a conhecer este produto aos mais novos, mas também de impactar os pais. A campanha, com expressão em televisão, digital e cinema, é ainda acompanhada com uma activação nos cinemas Colombo e Arrábida Shopping.

Imbuída do mesmo espírito de inovação e com o objectivo de proporcionar novas experiências de consumo, a Delta Q alargou recentemente a gama Chef’s Collection com duas novas referências, desta feita com assinatura de Ljubomir Stanisic e Ricardo Costa. Criada em 2018, a gama Chef’s Collection pretende unir a arte do blend e da torra à arte da gastronomia, adequando cada blend à personalidade e ao estilo de cada chef, numa história inspirada e contada pelos próprios.

«Este ano, damos continuidade à gama com o lançamento de dois novos chefs, duas novas personalidades, dois novos cafés únicos. Surge, assim, a associação a dois chefs com estilos gastronómicos bem diferentes. Esta gama vem reforçar o eixo de especialistas em café e tem tido uma aceitação muito positiva no mercado», frisa a directora da unidade de negócio Delta Q.

Hoje, e já contabilizando os novos produtos, a gama Delta Q é composta por cincogamas distintas: Intensidades, composta por nove blends com uma intensidade atribuída (entre um e 14); Especialidades, composta por blends com características diferenciadoras, como o bio, Qanela, breaQfast, Double e, mais recentemente, o Qids; Chás e Tisanas, constituída por dois chás e três tisanas; Cereais (cevada, centeio e chicória); Chef’s Collection; e Origens (blends 100% constituídos com café de uma origem).

«O consumidor português procura cafés mais intensos, o que faz com que as referências mais procuradas sejam os blends com mais intensidade: Qharacter, Qalidus, epiQ e Qharisma. O Delta Q Qanela e Delta Q bio fazem também parte dos mais procurados pelos portugueses e, por isso, estão também na lista dos best-sellers da marca», revela Rita Tomé Duarte.

A responsável adianta que a quota de mercado da Delta Q está «alinhada com os objectivos da marca e com o crescimento do mercado de cápsulas em Portugal». «Pretendemos continuar a surpreender o consumidor, ano após ano, criando tendências e acrescentando valor aos vários momentos de consumo e de partilha proporcionados pelo café», promete a gestora.

Cápsulas sem plástico

Também a sustentabilidade está na mira da Delta Q e do Grupo Nabeiro. Com efeito, este ano, o grupo partilhou a sua estratégia de sustentabilidade e apresentou vários compromissos nas vertentes económica, social e ambiental, com o objectivo de reforçar o seu papel na construção de um mundo cada vez mais sustentável.

Nesse âmbito, foi apresentada a nova cápsula de café Delta Q 100% orgânica e biodegradável. Esta nova cápsula, desenvolvida pelo Centro de Inovação do Grupo Nabeiro, a Diverge, em conjunto com parceiros externos e centros de investigação nacionais, é feita de BioPBS, um material de base biológica e vegetal constituído por cana-de-açúcar, mandioca e milho. Trata-se, pois, de uma cápsula com 0% de plásticos, microplásticos e alumínio. O primeiro blend da marca com esta cápsula 100% orgânica será lançado no segundo semestre de 2019.

O Delta Q eQo terá tripla certificação de sustentabilidade – Rainforest Alliance, UTZ e Certificação Biológica. Além disso, a embalagem do novo Delta Q eQo é feita em cartão totalmente reciclável, com certificação FSC (que assegura que o produto provém de uma floresta gerida de forma sustentável) e impressa com tintas biológicas.

Levar a marca além-fronteiras

Na vertente da gestão do negócio, o Grupo Nabeiro continua a promover esforços no sentido de levar a marca Delta Q a cada vez mais mercados. Recentemente, foi dado um novo passo nesse sentido, com a assinatura de um acordo de distribuição com a Biedronka (do Grupo Jerónimo Martins) para a entrada da marca na Polónia.

O acordo inclui mais de 2900 lojas de 1100 localidades. «É um acordo muito importante para o grupo e que prevê a entrada das marcas Delta Cafés e Delta Q, mas outras oportunidades estão a ser avaliadas», adianta a directora.

Há apenas um ano e meio, a marca tinha dado outro passo de gigante no seu plano de expansão internacional com a entrada na Alibaba. O grupo chinês, detentor das plataformas digitais Tmall e Taobao – que agregam mais de 443 milhões de compradores activos, 42 milhões de encomendas diárias e 60% das vendas online de produtos alimentares na China -, identificou o café como uma das categorias estratégicas para os próximos anos e, neste sentido, convidou a Delta a dinamizar esta nova categoria, num projecto de parceria desenhado a cinco anos.

Sendo o Tmall o principal veículo de criação de marca na China, a Delta Cafés assumiu o desafio de lançar a primeira flagship store oficial portuguesa gerida directamente pela marca. «É uma oportunidade única de aprender hoje aquilo que será nos próximos anos o mercado de consumo integrado a nível europeu e mundial: a fusão entre o offline e o online, a complementaridade entre o acesso a informação, facilidade e segurança de pagamento, comodidade logística e experiência real do uso/consumo», frisa.

Hoje, o mercado internacional tem já um peso superior a 30% no total da facturação da Delta Q, um valor que «tem vindo a aumentar, consequência directa da aposta estratégica do Grupo Nabeiro na internacionalização». Os principais mercados da marca são Espanha, França, Luxemburgo, Suíça, Brasil, Angola e China, onde o grupo tem operações directas.

Adicionalmente, a Delta Q está presente de forma indirecta em mais de outros 20 mercados, tais como EUA, Canadá, Moçambique, EAU, Inglaterra, Holanda, Bélgica, Alemanha, entre outros.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Automonitor
Via Verde Estacionar Lisboa com 1.º estacionamento gratuito