FLASHMOBS

Aparentemente espontâneos, repentinos e contagiantes, os flashmobs foram apropriados pelo mundo das marcas. Surf, Modalfa/Zippy, Vodafone e TAP desenvolveram já, em Portugal, acções de guerrilha deste tipo, procurando reforçar valores como dinamismo e jovialidade

– A “maior flashmob do mundo” reuniu, no dia 8 de Setembro de 2009, na principal avenida de Chicago, qualquer coisa como 21 mil pessoas a dançar “I got a feeling”, ao som dos Black Eyed Peas. A T-Mobile associou-se a este lançamento da nova temporada de programas de Oprah Winfrey

– A Coca-Cola organizou uma das flashmobs mais originais em 2007, numa praça algures na Alemanha, onde um grupo pessoas em movimento simulava o formato de uma garrafa de Coca-Cola a encher um copo

– As flashmobs da TAP, na véspera de Natal e de Ano Novo (dias 23 e 30 de Dezembro), no espaço de check-in do Aeroporto de Lisboa, envolveram 30 bailarinos profissionais

– O lançamento do detergente surf no mercado português foi marcado por uma flashmob no dia 20 de Maio, às 13h50, no Centro Comercial Vasco da Gama

– A Sonae também aderiu a este tipo de acções na inauguração de duas lojas Modalfa e Zippy nos centros comerciais Dolce Vita Tejo, na Amadora, e Islazul, em Madrid

– A Vodafone realizou uma Flash Dance, em Abril de 2008, na Praça do Molhe, no Porto, para comunicar a sua associação ao Rock in Rio. Antes dessa data, as flashmobs tinham sido tema de um conjunto de filmes da Yorn

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
MultiOpticas continua a apostar no apoio a crianças e jovens em risco
Automonitor
Novo Renault Captur com classificação máxima no EuroNCAP