E se a ementa do restaurante fosse digital?

A partir de 18 de Maio, quando os restaurantes puderem reabrir portas, as ementas não deverão andar de mão em mão. Este é um dos muitos desafios que o sector enfrenta e que implica encontrar alternativas.

A Mindshaker está entre as empresas a desenvolver soluções neste sentido: através do Emenuk QR, por exemplo, os clientes podem consultar o menu do restaurante no seu próprio telemóvel após a digitalização de um QR code. Esta solução é composta por dois códigos, um deles dá acesso à ementa e o outro à rede Wi-Fi do estabelecimento.

Segundo a Mindshaker, nenhum destes passos requer que sejam fornecidos dados de acesso ao consumidor. Além disso, uma vez que os clientes utilizam os seus próprios equipamentos, os restaurantes e cafés não terão de investir em smartphones ou tablets adicionais. No mesmo sentido, esta solução promete minimizar o contacto físico entre o consumidor e os colaboradores.

Em comunicado, a empresa diz que ainda é cedo para perceber o verdadeiro impacto que as medidas de restrição trarão aos negócios, em particular os estabelecimentos de restauração e bebidas, “mas já se entende que o regresso destes espaços só poderá ocorrer sob a implementação de rígidas medidas de segurança e higiene”. Além da questão dos menus, é preciso limitar oo número de lugares e garantir o distanciamento social, entre outros.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...