Desconfinamento acelera digital: compras online atingem valor mais alto desde Março

A frequência de consumo via comércio electrónico em Portugal atingiu, entre 1 e 7 de Junho, o valor mais alto desde a primeira semana de Março. No período em que se iniciou a terceira fase do desconfinamento, os consumidores voltaram a recorrer às plataformas online para realizar as suas compras, de acordo com dados do SIBS Analytics.

Ao contrário do que poderia ser expectável, o fim do estado de emergência não trouxe uma desaceleração a este tipo de compras. Pelo contrário, parece que os comportamentos adoptados durante a quarentena continuam presentes também agora. Face à semana anterior, o SIBS Analytics dá conta de um aumento de 7%, que fez com que a média diária de compras online ultrapassasse os valores pré-pandemia: ficou três pontos acima da média de transacções online registadas em Janeiro e Fevereiro. Ainda assim, o valor médio por compra caiu 2% para os 40,1 euros.

Quanto às compras em loja realizadas através da Rede Multibanco, continua a recuperação. Entre 1 e 7 de Junho, registou-se uma subida de 6% face à semana anterior, aproximando-se cada vez mais dos valores registados antes do primeiro caso em Portugal. Neste período, a média diária de compras físicas na Rede Multibanco foi equivalente a 87% da média pré-pandemia, o valor mais alto desde que foi decretado o estado de emergência em Portugal. O valor médio gasto em cada compra na Rede Multibanco foi de 37,8 euros.

Quanto aos meios de pagamento, a utilização do MB Way volta a bater recordes na Rede Multibanco e no comércio electrónico. A média de compras em loja através do MB Way atingiu um valor 2,22 vezes superior ao início da pandemia, o que significa que a utilização do serviço mais do que duplicou desde então. É a 11.ª semana consecutiva de crescimento, aumentando 15% em comparação com a semana anterior.

No que às compras online diz respeito, a utilização do MB Way viu o número médio de compras atingir o valor mais alto desde que a SIBS iniciou esta análise. A utilização do serviço nos canais online ficou 42 pontos base acima do período pré-COVID e cresceu 8 pontos base face à semana de 25 a 31 de Maio (+ 6%).

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...