Delta Q personaliza cápsulas de café

Se é daquelas pessoas que até hoje ainda não encontrou o café perfeito para si, pode ficar descansado porque a solução parece estar a chegar. A partir de Novembro a Delta Q terá disponível uma plataforma que permitirá construir cápsulas à sua medida, a MyQoffee.

MyQoffee«Será o Delta Q com a minha assinatura. Permite a cada um dos consumidores fazer o seu próprio blend. Além de escolher as várias misturas, cada utilizador pode personalizar a embalagem introduzindo, inclusive, uma mensagem», explicou esta manhã, em conferência de imprensa Rui Miguel Nabeiro, administrador da Delta Cafés. Na construção do seu café a imaginação é praticamente o limite. «Poderá escolher as melhores origens de arábicas e robustas, misturar descafeinados com outros com cafeína. A plataforma dará alguma orientação para não se escolher misturas que não fiquem bem porque terá sempre o selo Delta», explica o administrador. Depois de escolhido o blend, vê-se o radar sensorial do produto para que o consumidor perceba o tipo de café que está a escolher em termos de robustez, espuma, acidez… Feita a encomenda que, por embalagem de 20 cápsulas terá o preço de 9,99€, o produto demorará duas a três semanas a chegar a casa dos consumidores.

Para responder a esta nova oferta a empresa investiu essencialmente na adequação da fábrica de manufactura para manipular o produto já que, salienta o administrador, «MyQoffee é um produto complexo». Rui Miguel Nabeiro acredita que é um produto adequado para gift, nomeadamente na época natalícia que se aproxima. No entanto, para já, estará apenas disponível para o mercado português. A comunicação, essa, será essencialmente online.

Mudança na comunicação

Mas há mais novidades no mundo Delta Q. Em Julho de 2015 a marca atingiu o número histórico de mil milhões de cápsulas vendidas, dois anos depois de ter atingido os 500 milhões. «Um número carregado de simbolismo e um marco extremamente importante na vida da marca», salienta o seu administrador.

Mas a marca que acredita ter um papel emocional na vida das pessoas quer mais. E por isso, depois de seis anos com a assinatura “O café dos cafés”, achou que estava na altura de se reposicionar em termos de comunicação adoptando o claim “Vive Mais”. «A Delta Q quer fazer parte de todos os momentos da vida dos consumidores», explica Rui Miguel Nabeiro. Para apoiar o lançamento da nova assinatura “Delta Q, Vive Mais”, a marca lançará uma campanha multimeios, que irá para o ar a partir da próxima semana.Pure Cevada

De maneira a ajudar os seus consumidores a viver mais e para chegar a novos targets e a novos momentos de consumo a Delta Q lança agora, em Portugal, a primeira cevada em cápsula feita com cevada exclusivamente portuguesa.

Recentemente a marca lançou também a sua nova coqueluche em termos de máquinas com a evolução da Qool – que na primeira versão fora lançada em 2011 e que tem sido a best seller da marca – denominada precisamente Qool Evolution. Um modelo que, segundo o administrador da empresa, «espelha a evolução e progresso da marca».Qool Evolution

Uma evolução, de resto, que nas palavras do comendador Rui Nabeiro, fundador da Delta, tem sido a base do sucesso da empresa há décadas no mercado nacional e nos anos mais recentes também a nível internacional. «Não houve um dia na minha vida que eu não fosse inovando», salientou esta manhã. E acrescentou: «Temos de ter a imaginação de fazer diferente. É isso que tem sido feito há décadas na Delta e nos últimos oito anos na Delta Q.» E deixa uma certeza: «A Delta Q tem muito para caminhar e para inovar. Mais virá a caminho!»

Mercado de cápsulas

Rui Miguel Nabeiro referiu ainda esta manhã que a Delta Q tem mantido, desde 2012, a liderança com uma quota de mercado de 37% em máquinas. «O mercado tem vindo a crescer e a Delta Q tem mantido a sua quota estável», assegurou. Segundo o mesmo administrador em 2015 o crescimento de Delta Q a nível global será de cerca de 10% e a expectativa é que o crescimento continue, acompanhando a inovação que a marca tem apresentado, refere. O mercado internacional, no volume global de Delta Q, ficará entre os 15 e os 20%.

Texto de Maria João Lima

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Saiba como competir além-fronteiras. E vencer.
Automonitor
Fiat Professional lança novo Tipo Van