DECO revela as marcas mais fiáveis de grandes electrodomésticos

Abriu a caça ao electrodoméstico para “a vida toda”. E, se fizer falta ou já não aguentar mais despesas com reparações, nada é melhor do que atacar 2020 com segurança nas novas aquisições.

Em Abril de 2019, a DECO realizou um inquérito sobre electrodomésticos junto dos leitores, que envolveu Portugal, Espanha, Itália, Bélgica e França, e juntou as respostas de 2018 para muscular os resultados.

Recebeu, no total, 91.957 respostas válidas, com base nas quais foi possível fazer uma classificação de fiabilidade. Perguntou aos utilizadores qual a satisfação com cada equipamento e a durabilidade do aparelho. Estabeleceu o índice de fiabilidade dos aparelhos, tendo em consideração a frequência de utilização, os tipos de problemas e as avarias, entre outros.

Os resultados podem variar entre uma e cinco estrelas: quanto maior a constelação, maior a fiabilidade. Os resultados são contemplados nos testes comparativos da DECO no critério da fiabilidade. Nos comparadores, encontra-se a informação completa sobre as características e a qualidade dos modelos, bem como os preços actualizados em tempo real e as lojas mais baratas.

Cadeias de electrodomésticos brilham

Entre as máquinas de lavar loiça, algumas marcas exclusivas das cadeias de electrodomésticos (Qilive, Kunft e Selecline) já arrasam na frente da fiabilidade: atingem uma pontuação superior à de marcas tradicionalmente mais caras e populares. Por exemplo, nas máquinas de lavar roupa, a Princess também impressiona, ao rivalizar com marcas mais experientes. Quanto a preços, três em cada quatro inquiridos pagaram 251 a 500 euros pela máquina de lavar. As máquinas Fagor, Zerowatt, Edesa e Hoover sofrem mais problemas na porta.

Já para secar a roupa, um terço dos inquiridos nacionais conta com uma máquina, sendo na esmagadora maioria de instalação livre. Quem dá cartas na fiabilidade é a Miele, acompanhada pelas surpreendentes Beko, Kunft, Siemens e Orima. Em matéria de problemas, as principais queixas dos consumidores devem-se a avarias com a secagem, a correia e o filtro.

Metade dos leitores pagou 251 a 500 euros pelo frigorífico combinado, mas 40% investiu mais de 500 euros no equipamento. As falhas na descongelação, temperatura, fecho das portas e luz interior lideram a lista de avarias mais frequentes.

No campeonato da durabilidade, as melhores marcas podem durar quase o dobro das piores: 9 a 16 anos nas máquinas de lavar e secar roupa, 8 a 15 anos nas de lavar loiça e 9 a 13 anos nos frigoríficos.

Em todas as categorias de electrodomésticos, a Miele esmaga a concorrência. A Miele mora sempre no grupo das marcas mais fiáveis de electrodomésticos analisados, ainda que tenha os equipamentos, em regra, mais caros. Mas, se considerarmos a elevada fiabilidade, o risco mínimo de avarias e a duração muito superior, poderão ser um óptimo investimento a longo prazo.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Este exercício (simples) vai motivar os seus colaboradores
Automonitor
Nissan LEAF em modo drift