COVID-19: Continente implementa medidas de apoio a pessoas com mais de 65 anos

No âmbito da pandemia de COVID-19 em Portugal, o Continente definiu e implementou diversas medidas de contingência de acordo com as orientações da Direcção-Geral da Saúde.

Além do plano de contingência que engloba a generalidade da população, o Continente implementou algumas medidas que se destinam especificamente aos seus clientes com mais de 65 anos. Estas pessoas representam, como é do conhecimento geral, um grupo de maior risco de complicações em caso de contágio do novo coronavírus, razão pela qual entraram em vigor estas novas medidas, a começar pela prioridade à entrada e nas zonas de atendimento, durante todo o horário de funcionamento.

Do mesmo modo, os clientes seniores estão isentos do pagamento do serviço de entrega de compras ao domicílio, disponibilizado por 71 lojas Continente Bom Dia e 26 lojas Continente, em todo o País. Para usufruir deste serviço, os clientes nesta faixa etária podem fazer as suas compras e o respectivo pagamento nas lojas físicas, sem as limitações decorrentes da deslocação para casa, muitas vezes dificultada pelo excesso de peso dos produtos adquiridos. Assim, após a compra e pagamento em loja, os produtos são entregues em casa, bastando para isso um aviso prévio no balcão de atendimento, o que facilita o transporte em casos de compras maiores ou para prédios sem elevador, por exemplo.

Mas há outras medidas criadas com o objectivo de facilitar as compras às pessoas nesta faixa etária. Estão também ao dispor cabazes de produtos predefinidos cuja entrega é gratuita para pessoas com mais de 65 anos e acontece num prazo máximo de 48 horas para qualquer zona de Portugal Continental. Estes cabazes podem ser adquiridos exclusivamente através do Continente Online, havendo a possibilidade de escolher entre três opções disponíveis: um cabaz com bens essenciais de mercearia (20 artigos por 30 euros), um outro de mercearia infantil (14 artigos por 21 euros) e um de limpeza e higiene que será brevemente disponibilizado.

Em parceria com a Cruz Vermelha Portuguesa (CVP), a Missão Continente possibilita também a encomenda destes cabazes predefinidos aos mais de 2.000 utentes seniores do serviço de teleassistência da CVP, que se encontram em situação de dependência (por doença, incapacidade ou isolamento social), com oferta da taxa de entrega. Nestes casos, a encomenda não tem de ser feita através do Continente Online, podendo ser efectuada por via do serviço de teleassistência, sem a necessidade de recurso a um computador e sem a obrigatoriedade de ser titular de cartão de cliente. O pagamento pode ser feito através das vias disponíveis no serviço Continente Online, nomeadamente cartão de crédito, paypal ou MBWay – do próprio, de um familiar, cuidador ou outro.

Para acompanhar este segmento de clientes em casa e contribuir para um dia-a-dia saudável e positivo, apesar do confinamento, a página no Facebook do Continente disponibiliza diariamente receitas tradicionais portuguesas, dicas de exercício físico, como pilates, e aulas em directo de ginástica adaptada com instrutores especializados – tudo sob a hashtag #RotinadeImproviso.

Numa iniciativa local, a Missão Continente é também parceira de um programa promovido pela Câmara Municipal do Porto que tem o objectivo de fazer testes à COVID-19 junto de toda a população idosa institucionalizada, bem como os funcionários e cuidadores destas instituições do concelho do Porto. Deste modo, contribui para a despistagem do novo coronavírus neste grupo de risco, permitindo a prevenção do contágio e a identificação de casos suspeitos. A Movijovem – entidade responsável pela gestão das Pousadas da Juventude – cedeu os seus espaços e camas para acolher os idosos e a Missão Continente providencia os produtos alimentares, de higiene e limpeza. Este programa tem o apoio do Hospital de São João, ACES Porto Oriental e ACES Porto Ocidental.

Outra medidas

Além destas medidas, o Continente tem em vigor um plano de contingência de resposta a todos os desafios que possam surgir, de acordo com as directrizes das autoridades competentes. Apesar de não haver alterações no horário de funcionamento, o Continente afirma estar a fazer um «esforço acrescido na reposição de produtos» para que «todos possam realizar as suas compras e em horários desfasados, evitando assim filas e concentrações de pessoas».

Durante todo o horário de funcionamento existem regras para dar prioridade de acesso às lojas e ao atendimento aos Profissionais de Saúde, Forças de Segurança e Grupos de Risco. Desta forma, foi criada uma zona de passagem prioritária em várias lojas, «mantendo-se a regulação da entrada e respeitando a base de quatro clientes por cada 100 m2». Os clientes considerados prioritários são:

  • Maiores de 70 anos: através de documento de identificação Cartão de Cidadão, Bilhete de Identidade, Passaporte, Carta de Condução ou outro documento que ateste a idade;
  • Pessoas com deficiência ou incapacidade não visível; imunodeprimidos e portadores de doença, designadamente hipertensos, diabéticos, doentes cardiovasculares, portadores de doença respiratória crónica e doentes oncológicos: através de atestado médico ou outro documento emitido por um médico ou hospital / centro de saúde / entidade competente para emitir declarações sobre a situação de saúde;
  • Grávidas: através do livro de grávida ou atestado médico;
  • Profissionais de Saúde, Forças e Serviços de Segurança, de Proteção e Socorro, pessoal das Forças Armadas e Prestadores de Serviços de Apoio Social: através de documento de identificação profissional / cédula profissional;
  • Pessoas com deficiência ou incapacidade visível e acompanhantes de crianças de colo: não necessitam de documento comprovativo.

No interior das lojas, foram implementadas medidas para acautelar distâncias de segurança entre os clientes e os colaboradores (dois metros), devidamente assinaladas, por exemplo, junto aos balcões de atendimento e às caixas. Do mesmo modo, foram instaladas barreiras acrílicas de protecção nas zonas de pagamento e nos balcões de informação, em todas as lojas. Além dos modos de pagamento tradicionais, as lojas Continente permitem também o pagamento sem utilização do terminal de pagamento (TPA) através de MBWay, app Cartão Continente – Continente Pay e app Continente Siga.

As lojas Continente são limpas e desinfectadas todos os dias, nomeadamente nas zonas sociais e na cadeia de distribuição das operações e abastecimento, com maior atenção nas superfícies mais expostas ao contacto físico, nomeadamente os carrinhos e cestos. Segundo o site do Continente, «este reforço de limpeza e higienização é realizado ao longo de todo o horário de funcionamento, acrescido de um processo de higienização total, realizado por uma empresa externa, no período nocturno».

Foram também implementadas algumas medidas excepcionais no serviço Continente Online, nomeadamente:

  • As entregas ao domicílio são agora efectuadas à porta, sem que o funcionário entre na casa do cliente. Em edifícios com vários apartamentos, a entrega é feita à porta do edifício.
  • Não é feita a recolha de sacos de plástico de encomendas anteriores, prevista no âmbito da política de reciclagem do Continente. No entanto, o valor dos sacos continua a ser creditado em Cartão Continente, como se tivesse efectuado a devolução total dos sacos da encomenda anterior.
  • O pagamento da encomenda no acto de entrega não será possível enquanto vigorarem estas medidas de excepção, sendo necessário pagar após a encomenda através de cartão de crédito, MB Way ou PayPal. Esta alteração também se aplica às encomendas Click & Go (encomendas com entrega em loja).
Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...