Canábis à conquista do mercado de grande consumo

Prateleiras de supermercados, farmácias e lojas de animais poderão, a breve prazo, ver chegar produtos com CBD na sua composição. Um mercado que tem tudo para poder crescer de forma exponencial nos próximos anos. Vai ficar apenas a ver?

Texto de Maria João Lima

O mercado de Canabidiol, mais conhecido como CBD, poderá ascender a entre 2,25 e 2,75 mil milhões de dólares (entre 2 e 2,5 mil milhões de euros) já este ano. A previsão é da Nielsen e diz respeito ao mercado norte-americano, onde a venda de produtos à base desta substância é legal em alguns estados – desde que cumpra um conjunto alargado de requisitos. A empresa não dispõe ainda de um estudo sobre este tema no mercado nacional e, neste sentido, os dados apresentados são todos referentes ao mercado norte-americano, que costuma servir de farol para a navegação das tendências no grande consumo.

De acordo com a Nielsen, a projecção do valor de mercado leva já em consideração possíveis decisões negativas da Food and Drug Administration (FDA) e outros obstáculos. A venda de produtos à base de CBD ainda se encontra numa espécie de zona cinzenta nos Estados Unidos da América, especialmente devido à origem da substância.

Por cá, basta um passeio pelas zonas mais turísticas de várias cidades portuguesas para se tornar evidente que as lojas de canábis são uma das mais recentes modas a chegar a Portugal.

Para ler o artigo na íntegra consulte a edição de Março de 2020 da revista Marketeer.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...