TMN diz adeus ao “Até já”

tmnA partir de hoje o “Até já” a que a TMN nos habituara deixa de existir. Em seu lugar, como assinatura da marca passa a ver e ouvir-se o “TMN, Vamos lá.” A mudança foi apresentada por Zeinal Bava, CEO da PT, que explicou que «a tecnologia deve servir para melhorar a qualidade de vida das pessoas e tornar as empresas mais eficientes e eficazes». E é com base neste ideal que, explicou Zeinal Bava, a PT tem construído o posicionamento das suas marcas. «Acreditamos que se somos capazes de imaginar, somos capazes de fazer», declarou o CEO, citando a Ogilvy, a agência responsável pela campanha de publicidade que dá a conhecer a nova assinatura.

A mudança de assinatura, que nas palavras de Zeinal Bava é uma «call to action», inicia um movimento de compromisso da marca com o país. «A TMN quer mobilizar e motivar os portugueses, dedicando-lhes a sua assinatura – a frase que resume toda a atitude da marca. A suportar este compromisso está o movimento vamos lá, com site próprio (www.vamosla.tmn.pt), onde se dará voz a todos aqueles que, apesar de todas as adversidades, acreditam que “se somos capazes de imaginar, somos capazes de fazer”», explica a marca. Nesse site será possível encontrar histórias de portugueses que podem não ser conhecidos de todos, mas que serão – acredita a marca – pelo seu percurso, inspiração para muitos. A dar a cara (literalmente) pela campanha e pelo movimento, de forma voluntária – «não estamos a pagar», garantiu Zeinal Bava -, estão Beatriz Batarda (actriz), Cristiana Miranda (realizadora), Hélder Rodrigues (motociclismo), Inês Correia (kitesurfer), Isabel Zambujal (escritora infanto-juvenil), Joana Moura (“chef” de cozinha molecular), José Adrião (arquitecto), Miguel Neiva (designer), Patrícia Figueiredo (campeã nacional de kickboxing), Pedro Calapez (pintor), Raul Santos (designer), Tiago Saca Pires (surfista) e Vanessa da Trindade (trend researcher).

«Queremos tirar do anonimato muitas das histórias de sucesso que eu acho que vão inspirar os portugueses. São pessoas que não desistem apesar das contrariedades. Acreditamos que o sucesso gera sucesso e queremos que este movimento possa inspirar outras pessoas», disse Zeinal Bava. A verdade, acrescenta, é que «Portugal tem mostrado que quando está mobilizado consegue fazer!».

Uma nova agência

Além da Ogilvy, participaram no concurso para a mudança de assinatura da TMN as agências que anteriormente trabalhavam a marca: Partners e TBWA. Segundo explicou à Marketeer Filipa Nascimento, directora de Marketing da TMN, a proposta da Ogilvy ganhou pela pretinência da mensagem passada. «A campanha de mudança de assinatura da TMN será a campanha com maior investimento ao longo do ano», garantiu apesar de se escusar a revelar o montante que será investido.

A campanha arrancou hoje em televisão, rádio, imprensa, exterior, online e mobile. Foram também desenvolvidos formatos para o MEO Kanal “Vamos lá” (botão verde 969696) e aplicações mobile, utilizando realidade aumentada (Vamos lá) e Facebook (Inspira T).

Apesar da Partners e da TBWA deixarem a partir de agora de trabalhar a conta da TMN, a Ogilvy não trabalhará esta conta em exclusivo, disse a mesma responsável, prometendo para breve a revelação de qual a outra agência de publicidade que trabalhará TMN e em que moldes.

Veja aqui o filme da campanha

Texto de Maria João Lima

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Human Resources ultrapassa marca dos 115 000 seguidores no LinkedIn
Automonitor
Vídeo: Mesa redonda da 2ª conferência do AUTOMONITOR