The Nº55: a nova marca portuguesa de roupa sem género

Peças intemporais para pessoas livres. É desta forma que a The Nº55 se apresenta ao mercado, contando já com uma colecção de moda com peças andróginas, que tanto poderão ser usadas por homens como por mulheres.

A nova marca portuguesa de vestuário diz ser influenciada por uma cultura visual de detalhes inovadores. Todas as peças são de edição limitada e feitas à mão, destacando-se por um estilo arrojado que pretende evocar “um sentimento luxuoso de bem-estar, liberdade e juventude”. A ideia é que os clientes possam explorar as suas escolhas de moda e construir uma imagem pessoal diferenciadora.

Élia Lé, fundadora da Nº55, explica que a insígnia se distingue também pela preocupação com a sustentabilidade, uma vez que as matérias-primas são maioritariamente adquiridas em Portugal. Apenas 20% chega de além-fronteiras, especialmente de Itália. Os restantes 80% dizem respeito a tecidos comprados ao excedente da produção nacional.

Quanto à inspiração para o design das peças, o ponto de partida é um palacete antigo da tia avó da responsável da marca. Os diferentes detalhes da decoração de interiores deste espaço, bem como os seus jardins, transformam-se em calças, camisas ou camisolas.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...