Presidentes executivos da fabricante do Blackberry demitem-se

blackberryJim Balsillie e Mike Lazaridis, ambos fundadores e CEO’s da Research in Motion (RIM), a fabricante canadiana do smartphone Blackberry, anunciaram ontem que vão abandonar os seus cargos na empresa. O anúncio está a provocar uma autêntica mudança de cadeiras na tecnológica, que tem perdido terreno para concorrentes como a Apple e a Google.

“Em todas as companhias bem sucedidas que são desenvolvidas pelos seus fundadores, chega uma altura em que se entra numa nova fase de crescimento e é tempo de os fundadores passarem o testemunho a uma nova administração”, declarou simplesmente Mike Lazaridis, num comunicado citado pelo The New York Times.

De acordo com um comunicado emitido esta manhã pela RIM, citado pela agência Bloomberg, Thorsten Heins, antigo CEO da Siemens AG, irá ocupar o cargo de presidente executivo, anteriormente partilhado pelos dois fundadores da empresa, enquanto a directora Barbara Stymiest passa a desempenhar a função de chairman, também abandonada pelos dois homens, de 50 anos de idade. Por seu turno, Lazaridis vai tornar-se vice chairman da fabricante canadiana, ao passo que Balsillie permanece membro da administração, mas sem qualquer papel operacional.

A demissão dos dois homens responsáveis, segundo o The New York Times, pela ascenção de uma pequena empresa canadiana a uma das maiores tecnológicas do mundo, surge numa altura em que a RIM tem vindo a desapontar tanto investidores como consumidores, que começam a questionar a capacidade da empresa sobreviver num mercado em constante transformação. No ano passado, as acções da dona do Blackberry afundaram 75%, e só no último trimestre as vendas da companhia caíram 6%. De acordo com a analista de mercado Gartner, entre Julho e Setembro de 2011, a empresa sediada em Waterloo, Ontario (Canadá) viu a sua quota de mercado global de smartphones descer para 11%, que compara com os 15% registados no período homólogo.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...