Portuguesa iLoF vence Altice International Innovation Award

Um prémio no valor de 50 mil euros foi o que a iLoF conquistou ontem ao ficar em primeiro lugar na categoria “Startups” do Altice International Innovation Award 2019. O projecto português terá também a possibilidade de realizar um piloto (prova de conceito) com o Grupo Altice.

Liderada por Luís Valente, a iLoF recorre a algoritmos de Inteligência Artificial, aplicados a Big Data, para potenciar o sucesso de ensaios clínicos relacionados com doenças neurodegenerativas. Pode trabalhar, por exemplo, com doentes de Alzheimer, ajudando a reduzir os custos dos ensaios e a seleccionar de forma mais eficaz os pacientes.

A iLoF recebeu ainda outro prémio pecuniário de cinco mil euros na sequência da distinção Born to Knowledge, atribuída em parceria com a ANI – Agência Nacional de Inovação.

Na categoria “Academia”, o grande vencedor é Neural Motor Behaviour in Extreme Driving, projecto que leva para casa 25 mil euros. Este projecto explora o cruzamento e a análise de informação recolhida sobre reacções neurocognitivas e neuromotoras de modo a avaliar e prever o desempenho do ser humano em condições extremas de condução. O objectivo é contribuir, entre outros, para a evolução da condução autónoma.

«O Altice International Innovation Award vem premiar a inovação que emana do conhecimento e reforçar o posicionamento de Portugal no desenvolvimento da inovação, criando condições para potenciar o talento nacional e divulgá-lo dentro e fora de portas», explica Alexandre Fonseca, presidente executivo da Altice Portugal. Segundo o mesmo responsável, os projectos finalistas apresentaram soluções que respondem a necessidades no dia-a-dia.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...