“Os olhos também comem”: 5 dicas para melhorar a sua loja online

As lojas online cresceram – tanto em número como em procura – desde que a pandemia teve início, mas não basta criar um sistema de comércio electrónico. As marcas têm de garantir que as suas plataformas digitais conseguem dar resposta às exigências dos consumidores, especialmente tendo em conta que a concorrência é cada vez maior.

De acordo com a agência de marketing digital Páginas Amarelas, “o e-commerce, ou seja, a compra realizada através da internet, aumentou de forma explosiva durante a pandemia e, actualmente, os consumidores esperam encontrar online os produtos que desejam”.

É neste cenário que a Páginas Amarelas apresenta cinco dicas que poderão ajudar a melhorar as lojas online, com base nas boas práticas do comércio electrónico:

1 – Gerir o stock: se procurar um produto e este não estiver disponível, é inevitável dar-se algum grau de frustração. Controlar o stock directamente através da plataforma de e-commerce ajuda as empresas a gerir a quantidade de produto disponível em cada momento e a evitar rupturas que comprometam as vendas;

2 – Cativar pelas imagens: porque “os olhos também comem”, é essencial que o material fotográfico usado na loja online seja apelativo. O consumidor espera ver em detalhe o que vai comprar, logo, deve mostrar-se o máximo de informação sobre o produto nas fotografias publicadas;

3 – Promover a loja: ter um e-commerce e não o publicitar é como abrir uma loja no piso -5 de um parque de estacionamento – ou se promove ou ninguém sabe que existe. Técnicas como o Search Engine Optimization e os anúncios targeted são bons aliados da divulgação dos negócios;

4 – Responder ao cliente: no processo de venda digital é importante criar um meio de contacto dedicado a clientes, como um email, mas também estar atento e responder às mensagens que chegam. Respostas rápidas e eficientes a todos os pedidos ajudam a uma boa imagem da loja online;

5 – Usar canais complementares: aumentar os canais de venda online através de outros marketplaces, como Dott, Amazon ou eBay, reforça a capacidade do e-commerce das marcas. Ao tirar partido destes meios complementares, torna-se possível aumentar os canais de vendas online e potenciar a comercialização dos produtos.

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...